Por caio.belandi

Duque de Caxias - As prefeituras da região encerraram o ano em crise, e já na primeira semana de 2017 os novos prefeitos se depararam com uma constatação já esperada: a lista de dívidas é enorme e o dinheiro em caixa é pouco.

Belford Roxo é um dos municípios que mais herdaram dívidas das administrações passadas: cerca de R$ 510 milhões. O município deve R$80 milhões de folha de pagamento, R$ 140 milhões à previdência, R$ 120 milhões a fornecedores e R$ 170 milhões ao governo federal, que será parcelado em 240 vezes. Tudo isso para pagar com apenas R$ 10 milhões em caixa, que estão bloqueados. “Vamos pedir liberação dessa verba bloqueada, priorizar o funcionalismo, que vai receber em dia e terá os salários atrasados parcelados. Vamos negociar com fornecedores, buscar recursos, reduzir custos para tirar a cidade do caos”, afirmou o prefeito Waguinho (PMDB).

Rogerio Lisboa (PR)%2C prefeito de Nova Iguaçu%2C decretará estado de calamidade financeiraDivulgação

Em Nova Iguaçu, Rogério Lisboa herdou uma dívida de R$ 438 milhões, entre fornecedores, funcionalismo e uma parcela do duodécimo da Câmara de Vereadores. “Temos R$5 milhões em caixa apenas, vai levar um tempo para colocar as contas em dia. Vou buscar recursos para investirmos na cidade”, garante Lisboa.

O prefeito de Japeri, Carlos Moraes, disse que está assumindo uma dívida do governo passado de mais de R$5 milhões, com INSS, FGTS, Light, Previ-Japeri, entre outros passivos que ainda estão sendo apurados.

Em Itaguaí, o prefeito Carlo Busatto Junior (PMDB), o Charlinho, herdou, só com folha de pagamento de pessoal, uma dívida de R$ 60 milhões somente com a folha de pagamento de pessoal. Além disso, há problemas com falta de material nas unidades de saúde e veículos da prefeitura estavam sendo sucateados para ceder peças a outros carros. “Os primeiros recursos que entrarem serão destinados a regularizar os salários atrasados. Já reduzimos o número de secretarias e exoneramos todos os cargos comissionados. Ainda falta rever contratos com fornecedores e de locação de imóveis”, disse o prefeito.

Em São João de Meriti o prefeito afirmou que ainda não conseguiu calcular o tamanho da dívida, mas já usou cerca de R$ 7 milhões para pagar os servidores.

O prefeito Washington Reis informou que encontrou a Prefeitura de Duque de Caxias com apenas R$ 13 em caixa. O antigo governo deixou uma dívida de mais de R$ 400 milhões, referentes ao atraso de pagamento da folha de servidores, aposentados e pensionistas, desde outubro do ano passado, dívidas com fornecedores e impostos a pagar.

Em Mesquita, a dívida com folha de pagamento passa dos R$ 19 milhões. Outros R$ 30 milhões estão empenhados. Só para a Light, por exemplo, são R$ 4 milhões acumulados.

Você pode gostar