Pais e alunos querem retorno de escola do Caonze, em Nova Iguaçu

Obra na Escola Professora Izabel dos Santos Soares Mello está parada e 150 estudantes foram realocados temporariamente

Por O Dia

Nova Iguaçu - Há mais de um ano, cerca de 150 alunos aguardam para voltar às salas de aula da Escola Municipal Professora Izabel dos Santos Soares Mello, no Caonze, em Nova Iguaçu. A unidade que foi fechada para reformas no fim de 2015. Enquanto isso, os pais reclamam das condições da escola onde as crianças foram realocadas e pedem a reabertura da unidade, que deveria ter acontecido este ano. “As salas são apertadas e quentes. Quando chove alaga”, conta Michele Libânea, 42, mãe de aluno, referindo-se a Escola Municipal Monteiro Lobato, para onde os alunos foram realocados desde 2016.

As crianças também reclamam. “Faz muito calor, eu quero muito a minha escola de volta”, pede Isabella Libânea, 9. Outra reclamação dos pais é em relação a distância da atual escola. “Fica muito mais longe e temos que ir a pé. Meu filho tem anemia falsêmica e não pode se esforçar. Por causa da distância que tem que andar ele sente falta de ar”, diz Aline Alves, 35. Tatiane de Araujo, 30, conta que precisou pagar transporte escolar. “No início pagava R450 para a van pegar meus três filhos, mas a situação foi apertando. Agora o mais velho, de 11 anos, vai andando”.

Colégio Estadual Professora Isabel dos Santos Melo%2C no bairro K11%2C em Nova Iguaçu%2C está fechada para reformas alem do prazo%2C causando transtornos para os alunos e paisEstefan Radovicz/Agência O DIA

Para encurtar a distância o melhor caminho não é o mais seguro. As opções são o viaduto ou a passarela do Caonze, palco de assaltos diários. “Fui abordada no viaduto e levaram meu celular. Eu tinha acabado de deixar minhas filhas na escola. Depois disso, comecei a passar pela passarela, mas lá também é perigoso. Os criminosos ficam no fim da escada para assaltar, depois eles correm e pulam o muro da linha do trem”, lembra a técnica de enfermagem Suellen de Paiva, 29.

A Prefeitura de Nova Iguaçu afirmou que ao colégio Monteiro Lobato tem condições de receber temporariamente os alunos. As obras da Escola Municipal Professora Izabel dos Santos serão retomadas nos próximos 30 dias e finalizadas em dezembro.

Últimas de Rio De Janeiro