Criação de polo desenvolve a economia em Miguel Pereira e Paty do Alferes

Criado no dia 4 de abril, Sabores do Interior reúne pequenos empresários e comerciantes do Centro-Sul fluminense

Por O Dia

Rio - O que uma guia de turismo tem em comum com uma produtora de chocolate, um fabricante de cerveja artesanal e a dona de um empório? Quem respondeu o cliente, acertou. Pequenos empresários destes segmentos se aliaram a outros comerciantes dos mais diversificados ramos e criaram um polo que, apesar das aparentes diferenças de mercado, tem um objetivo: desenvolver a economia de Miguel Pereira e Paty do Alferes, municípios dos Centro-Sul fluminense, localizados a cerca de 120 quilômetros da capital.

Desenvolver a economia no vocabulário desses empreendedores do interior significa atrair mais turistas para a bela região, cercada por uma cadeia de montanhas que transformam o ar que a gente respira naquelas bandas em um dos mais puros do mundo.

As empresárias Rita e Regina que estiveram no evento%2C promovido pelo Sistema Fecomércio-RJ%2Csaíram motivadas com as novas oportunidadesDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

O polo, batizado de Sabores do Interior, foi criado no dia 4 de abril, em Miguel Pereira, e tem muitos objetivos. Porém, o mais importante é a valorização da produção familiar, da cultura e do estilo de vida da região, além da proteção do meio ambiente, assim como a formação de mão-de-obra. O Mapa Estratégico do Sistema Fecomércio identificou o turismo como umas das principais vocações da região e os empresários que integram o Polo Sabores do Interior planejam promover eventos de massa para incluir Miguel Pereira e Paty do Alferes no circuito dos festivais do estado.

“A gente acha que o polo tem potencial para atrair clientes para a cidade. São pessoas que têm interesses em comum. Estamos otimistas. Promovemos o primeiro Festival Serra Beer, de cervejas artesanais, e foi um sucesso.Mexemos com a economia em geral da cidade. Vamos fazer o segundo”, planeja Patrícia Azevedo, de 40 anos, dona do Empório Estiva, delicatessen que integra o polo. A iniciativa conta com o apoio do Sebrae. Uma das tarefas iniciais do Sabores do Interior é mapear as empresas, sempre valorizando a produção local.

Outra tarefa importante é encontrar uma identidade gastronômica para a região. O polo tem a pretensão de ser o indutor do turismo de Miguel Pereira e Paty do Alferes, transformando as duas cidades em referências no interior do estado.

No calendário anual de eventos, além do festival de cervejas artesanais, existe a previsão de realização de um festival de gastronomia usando especialmente os produtos da região. A aliança deu bom resultado.

Empreendedores apostam na união para sobreviver à crise

Dona de uma das empresas que fundaram o Polo Sabores do Interior, Rita Duarte, de 47 anos, aposta na união dos pequenos empreendedores. “Os especialistas em turismo convencem o cliente a nos visitar, mas quando esse turista chega à cidade, ele quer consumir cultura, arte, cerveja e chocolates da região. Então temos que ter em mente que se todos nós nos mobilizarmos para atingir um objetivo em comum, a coisa acontece de forma mais eficiente e prazerosa”, afirma Rita, dona da Terra dos Chocolates.

Rita e Patrícia estiveram presentes entre os centenas de empresários do Centro-sul fluminense que prestigiaram o segundo Encontro do Mapa Estratégico do Comércio, realizado pelo Sistema Fecomércio RJ, em Miguel Pereira, na região Centro-sul do estado. “Achei super importante ter participado desse evento para ter uma noção dessas problemáticas no país e as perspectivas do sistema de comércio em relação à nossa região e ao nosso futuro”, disse Rita.

Para a empresária, quem quer empreender precisa de um caminho a seguir. “Fica difícil andar sozinho sem as orientações e informações que vêm de fora da nossa região. Nós ficamos muito focadas no nosso trabalho, mas temos que arrumar um tempo para ver e ouvir novas coisas. Se ficar parado não acontece nada”, ensina Rita Duarte.

Últimas de Rio De Janeiro