Tá estressado? Vai pescar na Serrinha

Trutário na área do Parque Nacional do Itatiaia tem diversão e receitas saborosas para toda a família

Por O Dia

Rio - Pode levar fé que não é história de pescador. Se você quer um programa bom, bonito e barato, nos fins de semana, o criadouro Trutas da Serrinha, em Resende, no Sul do estado, é uma boa opção. E fica a apenas 178 quilômetros e a duas horas e meia do Rio.

Na bucólica e pacata Serrinha do Alambari, entre Penedo e Visconde de Mauá, nos arredores do Parque Nacional do Itatiaia, onde a temperatura não tem passado dos 30 graus de dia, caindo para 15 graus à noite, encontra-se o paraíso de um dos pescados mais nobres do país.

Com baixo teor de calorias%2C receitas à base de trutas são eficientes no combate ao colesterol e sabor deliciosoDivulgação

De acordo com Gisele Castro, dona do empreendimento, que acabou virando ponto turístico, esta é a época do ano de maior produção, chegando a uma tonelada em tanques de 1,5 mil metros quadrados. “O verão é a época que as trutas se alimentam melhor e, consequentemente, ficam mais gordinhas”, justifica Gisele, ressaltando que por lá uma truta pode chegar até 1,3 kg.

Nos tanques, construídos em 1984 em Área Proteção Ambiental (APA), e supervisionados por órgãos de inspeções sanitárias, a 11 quilômetros do Centro de Penedo, são criadas as trutas Arco-Íris (Oncorhynchus mykiss). Desde a desova até o abate, o pescado é criado em águas límpidas e frias do Rio Alambari. No trutário há abatedouro e frigorífico.

Fama internacional

De fama internacional, o criadouro do Alambari fornece a maior parte das trutas servidas nos restaurantes de Penedo e Visconde de Mauá. Os peixes fisgados por visitantes são preparados e envoltos em gelo para o consumidor preparar em casa, no hotel ou pousada em que estiver hospedado. No site www.trutasdaserrinha.com.br há dezenas de receitas disponíveis.

No trutário da Serrinha%2C o pescado é criado em tanques especiaisDivulgação

“Toda truta pescada aqui (o quilo sai por R$ 29,90 no sistema pesque e pague) tem que ser levada para consumo. Mas quem não quiser pescar, só passear e curtir a paisagem, temos a opção também de venda de filés de trutas já limpos e congelados, defumados ou não, além de patê e ovas da espécie”, ressalta Gisele.

O trutário atende a qualquer faixa de idade. “Temos diversão saudável e garantida para toda a família”, garante. O Trutas da Serrinha está aberto à visitação aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h. Painéis com fotos explicam o processo de cultivo da truta. Há ainda loja com diversos tipos de produtos regionais.

Últimas de Rio De Janeiro