Campeonatos de parapente e asa-delta movimentam Saquarema e Petrópolis

Entre os próximos dias 17 e 19, as regiões dos Lagos e Serrana, serão elevadas, literalmente, às alturas

Por O Dia

Rio - Entre os próximos dias 17 e 19, os nomes de Saquarema e Petrópolis, nas regiões dos Lagos e Serrana, respectivamente, serão elevados, literalmente, às alturas. Graças à 1ª Etapa do Campeonato Carioca de Parapente, no distrito de Sampaio Correia, e a Serra Open Copa Rio de Asa-Delta, nos dias 18 e 19, no município petropolitano.

No parapente, 120 pilotos de todo o país, além de um belga e um peruano, disputarão a competição, que ainda terá outras duas datas posteriormente, em Porciúncula, na Região Norte, e Itaocara, no Noroeste Fluminense.

Carlos Werneck%2C competidor mais antigo de Saquarema%3A pioneirismoDivulgação

“Já temos aproximadamente 70 inscritos. Será uma das disputas mais emocionantes da história do voo livre que, no Estado do Rio, passou 20 anos sem campeonato oficial de parapente, voltando com tudo há três anos”, ressalta, empolgado, o diretor da Federação de Voo Livre do Estado do Rio, o engenheiro químico Rogério Lamour, que voa há oito anos.

Segundo Lamour, as instruções para as inscrições das duas modalidades e os regulamentos só podem ser acessadas pela Internet, pelo site www.fvlerj.com.br. No endereço estão informações também vinculadas à Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL), que define a especificação das categorias que vão competir e suas respectivas premiações.

De acordo com Rogério, para participar das disputas, basicamente o piloto tem que ser maior de 18 anos (não há limite de idade) e ter cadastro obrigatório na CBVL, órgão que também emite a habilitação especial para os competidores. Outra exigência: os equipamentos têm que estar homologados junto à EN (Norma Europeia). A presente norma regulamenta a prática de voo livre no Brasil.

Na Copa Rio de Parapente, a prova disputada no dia 17 será a Cross do Milão, de distância livre, onde o piloto que voar a maior distância é o vencedor. Haverá cinco categorias e prêmios de até R$ 1 mil. Nos outros dois dias, as provas serão do tipo Race to Goal (que consiste em percorrer um trajeto pré-determinado no menor tempo possível com restrição de horário para largada).

Para a Rio Asa-Delta de Petrópolis, as inscrições serão feitas no Parque São Vicente, local das provas. “Como é necessário espaço maior para quem pratica voos de asa-delta, limitamos as participações em 70 competidores”, explica Geraldo Silva, o Lalado, um dos atletas organizadores.

Últimas de Rio De Janeiro