Para espantar crise, hotéis e pousadas apostam em atividades durante Carnaval

Bailes à fantasia para adultos e crianças, rapel, caminhadas ecológicas, sessões de alongamento e relaxamento, almoços e jantares especiais são algumas das opções para hóspedes

Por O Dia

Rio - Bailes à fantasia para adultos e crianças, rapel, caminhadas ecológicas, sessões de alongamento e relaxamento, almoços e jantares especiais, desfile de blocos ao som de antigas marchinhas e, ufa!, momentos para relaxar o corpo e a mente sem se preocupar. São algumas das diversas atrações que hotéis e pousadas do Estado do Rio preparam para espantar a crise e ainda fazer do Carnaval 2017 um acontecimento inesquecível para os turistas.

Baile de máscaras e visitação histórica na Fazenda Ponte Alta%2C em Barra de PiraíDivulgação

Em Penedo, a Pousada Suarez, para atrair clientes, procura diversificar o atendimento com atividades que prometem agradar “gregos e troianos” no Carnaval. “Temos programação tanto para os foliões mais tradicionais, que não abrem mão da folia, quanto para os visitantes, que, pelo contrário, só querem paz em meio à natureza. Não podemos é perder o freguês”, brinca o gerente José Roberto de Lima Lousada.

Na programação da Suarez está prevista, entre outras atividades, bloco de hóspedes, bailinho infantil, festa carnavalesca em parte das sete piscinas e até uma divertida eleição de Rei Momo entre os turistas. “Já para quem quer apenas sossego, reservamos belos recantos, onde flores e pássaros é que dão o tom do descanso”, ressalta José Roberto.

O gerente destaca ainda uma outra novidade: a estada Pós-Carnaval, com atividades que vão se estender de Quarta-Feira de Cinzas a domingo. Depois do chamado “baile da ressaca”, os clientes serão convidados a participar de caminhadas ecológicas, além de aulas de zumba e hidroginástica. As novidades já garantiram 70% de vendas de pacotes em relação às 70 acomodações da pousada. “O mundo dos negócios no ramo hoteleiro, tem exigido diversificações constantes”, justifica José Roberto.

Piscina natural e rapel na Pousada Paraíso%2C em PetrópolisDivulgação

Em Vassouras, no Vale do Café, o Mara Palace Hotel tem também um pacote de Carnaval com diversas atividades. Para comemorar a folia, o estabelecimento vai oferecer aulão de samba, festa à fantasia e terá até a presença de uma bateria de escola de samba. Já no Hotel Santa Amália vai ter recreação, hidroginástica e o pacote ainda inclui abadá para o bloco da cidade.

Para Ana Furtado, dona do Hotel Santa Amália, outros atrativos para o Carnaval são a segurança, a tranquilidade e o atendimento. Ela destaca que um dos diferenciais da região é que os turistas podem circular com liberdade pelas praças e pontos turísticos das cidades do Vale do Café.

“Os visitantes encontram um lugar com bom atendimento e que diferente de suas cidades podem caminhar com tranquilidade pelas ruas, sem medo de ocorrências negativas. Eles vem para curtir o hotel mas também podem explorar as atrações históricas, que são muitas, sem o estresse diário que estão acostumados a cada deslocamento”, avalia Ana Furtado.

É a tranquilidade que também faz da Pousada Paraíso, em Petrópolis, na Região Serrana, ser bastante procurada nos dias de Carnaval. Lá, os hóspedes podem praticar esportes como vôlei, arco e flecha, rapel e mini Golf. Outra opção, de acordo com o proprietário Roberto Oliveira é dar um mergulho na piscina de água natural, além de fazer uma trilha dentro do próprio estabelecimento ou simplesmente relaxar e descansar na imensa área verde. “Aqui é pra fugir realmente da folia. Não tem Carnaval, mas outros atrativos para quem quer aproveitar boas horas de descanso”, enumera.

O Hotel Santa Amália%2C em Vassouras%2C tem pacote que inclui abadáDivulgação

Tranquilidade não é uma palavra que se encontra no dicionário de quem vai para a cidade de Armação dos Búzios, na Região do Lagos. Muito pelo contrário. É o que garante a agente de reserva Talita de Almeida Roza, da Armação dos Búzios Pousada Design.

Ela ressalta que os hóspedes do estabelecimento querem mais é se divertir e aproveitar a folia, as praias e os passeios de barco. “Quem vem aqui não fica muito tempo dentro da pousada. Já até tivemos programação especial de Carnaval, com DJs, mas nossos hóspedes querem é curtir a cidade e o que ela proporciona”, avalia Talita.

Para combater o Airbnb

A plataforma on-line de hospedagem Airbnb, que disponibiliza quartos e casas para diárias e temporadas, tem sido motivo de preocupação para o setor hoteleiro e o turismo. Não é por acaso que estuda-se a cobrança de ISS (Imposto Sobre Serviços) da ferramenta.“Acredito que deveria ser cobrado ISS e Imposto de Renda da plataforma e de quem oferece o quarto ou a própria casa. Afinal, é um serviço”, avalia Germano Valente, presidente do sindicato de Hotéis, Restaurantes e Bares de Petrópolis.

Para combater os baixos preços praticados pela Airbnb, o setor foca na qualidade dos serviços e na fidelização dos hóspedes. “Não apenas nos grandes centros, mas nos destinos turísticos já consolidados, o Airbnb ganhou mercado na questão de hospedagem mais informal, com preços acessíveis. Mas aqui na região do Vale do Café o foco é fidelizar os clientes através dos serviços, atendimento e bons preços, além de ter como diferencial o fato de ser um ponto de história e cultura preservado no Estado do Rio.”, comenta Susana Magalhães, diretora do Mara Palace Hotel, em Vassouras.

Últimas de Rio De Janeiro