Cresce o número de cerimônias de casamento em hotéis e fazendas no interior

Sensação de segurança das cidades também influenciam na hora dos noivos optarem por realizar as festas de casamento longe da capital

Por O Dia

Rio - A designer de moda Mariana Maia, 32 anos, nasceu e viveu grande parte de sua vida em Valença. Nos últimos anos morando da cidade do Rio, ela não pensou duas vezes onde realizar a tão sonhada cerimônia de casamento. Decidiu voltar às origens e fazer a festa no interior, optando pela Fazenda União, em Rio das Flores, em uma celebração que se estendeu por três dias do mês de outubro de 2016.

“Na fazenda, em um fim de semana, pudemos ficar à vontade para curtir e conversar mais com a família e amigos, sem a restrição de horário de uma casa de festa. Todos ficaram encantados com a história e a beleza do lugar. Sem contar os fornecedores da região, que são ótimos, e alguns com custo melhor que os do Rio”, enumera Mariana Maia.

A escolha da designer de moda, por sinal, tem sido cada vez mais comum. Ano a ano cresce o número de festas de casamentos, de 15 anos e bodas realizadas nas várias cidades do interior do Estado do Rio. De acordo com Tomas Weber, presidente do Búzios Convention Bureau, a procura pela cidade como cenário para celebrações matrimoniais começou a crescer há três anos, principalmente por casais europeus e americanos.

Ainda segundo Tomas Weber, o município tem registrado média atual de cerca de dez cerimônias por fim de semana. “É um mercado em expansão, que vem movimentando fortemente a economia, incentivando, inclusive, o surgimento de novas empresas na área de cerimoniais, buffet, decoração e tudo mais o que envolve casamentos”, enumera o presidente do Búzios Convention Bureau.

No meio do mato%2C à beira mar ou em pequenas e exclusivas capelas%2C as festas de casamento fogem do tradicionalDivulgação

Adriano Lemos, gerente geral da Pousada Porto Imperial, em Paraty, conta que o estabelecimento atua no segmento desde 2005. Segundo ele, nos últimos dois anos, o número de casamentos cresceu 20% e a expectativa para 2017 é aumentar 22% — ano passado foram 16 cerimônias. “Além do glamour, tem a praticidade em poder hospedar os convidados bem próximos. Paraty, além de ser uma cidade histórica, um outro atrativo é a praia”, destaca Lemos.

Para Ricardo Peixoto, gerente comercial do Portobello Resort & Safári, em Mangaratiba. a procura pelos chamados ‘Destination Weeding’ — destinos de casamento, em uma tradução livre — alternativos tem sido cada vez maior. Isso porque, segundo ele, muitos casais querem fugir das cerimônias tradicionais. 

Com capacidade para hospedar até 550 pessoas, o Portobello Resort & Safári dispõe de uma ampla estrutura. São três salões — com espaços que variam de 128 m² a 325 m² —, ambientes abertos — praia, jardim, gramado e fazenda — ou uma área devidamente coberta. “Um dos diferenciais, além do casamento se transformar em uma pequena viagem para todos os convidados, é o fato de poder reunir familiares e amigos em um único ambiente fora de suas cidades”, avalia Ricardo Peixoto.

Aproveitar todo um fim de semana longe de casa é, na visão de Marta Bertino, diretora de eventos do Hotel Fazenda Ribeirão, em Barra do Piraí, um dos principais atrativos. “Os convidados podem aproveitar por mais tempo a festa, já que ela pode começar, por exemplo, com um coquetel em uma sexta-feira, tendo o casamento propriamente dito no sábado, e ainda contar com um maravilhoso dia seguinte de descanso e lazer”, salienta Marta Bertino.

No Parador Lumiar, em Nova Friburgo, o proprietário Marcelo Fontes destaca o caráter exclusivo das cerimônias realizadas no local — o pacote mínimo de hospedagem é de duas noites. Afinal, o hotel fica totalmente fechado para a celebração e os convidados dos noivos precisam ocupar os treze chalés — a festa pode ser realizada tanto na parte externa quanto na área fechada do restaurante.

“Há uma interação maior dos noivos e familiares com os convidados. Além disso, temos uma capela no terreno do hotel e o chef Isaías Neries desenvolve cardápio especialmente para a ocasião, de acordo com o desejo do casal. A celebração acaba durando mais do que um dia, se estendendo por todo o fim de semana”, ressalta Marcelo Fontes.

A sensação de segurança das cidades do interior do Estado do Rio também influenciam na hora dos noivos optarem por realizar as festas de casamento longe da capital. É o que garante a arquiteta Cacá Porto, sócia da empresa Cacá & Caká Arquitetura de Eventos. “Além de oferecer uma gama de experiências aos noivos e convidados, nos municípios pequenos as pessoas se sentem mais seguras para se deslocar em qualquer horário”, avalia ela.

Elegantes e estilosas

De olho no mercado de casamentos, dois eventos ganham destaque — um em Petrópolis e outro em Nova Friburgo. Amanhã e sábado, a empresária e estilista Tatiane Mury, do Atelier 55, na Cidade Imperial, lança nova coleção de vestidos de noiva. Inspirada no estilo das princesas, tem como novidades os decotes em V e as transparências, além de pedrarias, tules e rendas. O lançamento da Coleção Balé acontecerá no Hipershopping ABC, no Alto da Serra, a partir das 14h. 

Já em abril, entre os dias 5 e 9, vai ser realizado pelo terceiro ano consecutivo o Salão Noivas & Festas. O evento acontecerá dentro da 17ª edição da Feira da Promoção de Nova Friburgo. Serão 30 expositores, que vão mostrar as principais novidades do universo das festas de casamento, de 15 anos, formaturas e bodas, entre outras. A feira será no Nova Friburgo Country Clube.

Últimas de Rio De Janeiro