Hotéis e pousadas do estado aderem ao conceito ‘pet friendly’

Hospedagens permitem presença de animais de estimação. Algumas nem cobram taxas extras para abrigar os queridos bichanos

Por O Dia

Rio - Na próxima semana começa a temporada de feriados prolongados de 2017. E serão logo três seguidos — Semana Santa, Tiradentes e Dia do Trabalho. Nada melhor, então, do que pegar a estrada e seguir viagem. Mas como aproveitar os dias de folga e descanso se na família há agregados como cachorro, gato ou até periquitos? Pois, saiba que existem hotéis e pousadas que permitem a hospedagem de animais de estimação. E alguns nem cobram taxas extras para abrigar os queridos bichanos.

No Parador Lumiar, em Nova Friburgo, animais de estimação são aceitos há seis anos. Segundo o proprietário Marcelo Fontes, podem se hospedar até dois animais por chalé. Mas é preciso que os hóspedes mencionem que irão levar seus bichinhos na hora da reserva. “Eles ficam em chalés específicos para não comprometer o descanso dos demais hóspedes. E não fazemos cobranças adicionais para os visitantes de quatro patas”, brinca Fontes.

Entre os mimos oferecidos%2C camas%2C toalhas e brinquedinhos exclusivos para os petsDivulgação

Como lembra o proprietário do Parador Lumiar, os animais de estimação não podem entrar no restaurante e na recepção. Recomenda-se ainda que os donos levem apetrechos como cama, potes de água e de ração, e brinquedos. “Por termos extensa área verde, é possível fazer caminhadas e desfrutar de banhos de cachoeiras ao lado dos bichinhos. E para os que respeitam o comando do dono, é permitido deixá-los soltos nas áreas comuns, ao ar livre”, orienta Fontes.

No Le Canton, em Teresópolis, só é permitido um animalzinho, de até 15 kg, por apartamento. Mas eles não podem circular pelas áreas sociais e precisam ficar acomodados no quarto dos hóspedes. De acordo com a diretora Mônica Paixão, o hotel passou a aceitar bichos de estimação a partir de 2016. “Era uma demanda antiga dos hóspedes. Hoje, muitas famílias têm animais, o que pode ser um transtorno na hora de viajar”, avalia ela.

A diretora acrescenta ainda que é cobrada taxa diária de R$ 50 para os hóspedes com animais de estimação. Ao mesmo tempo, ela revela que há um mimo exclusivo para os cãezinhos. É o ‘Kit Le CãoTon’, composto por comedor, tapete higiênico, caminha e manta. “O hotel ainda disponibiliza um veterinário de plantão”, completa.

Na Hospedaria Abbud & Fernandez, no distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí, são aceitos animais de estimação desde a abertura, em 2010. Como destaca a proprietária Rosângela Abbud, nos últimos dois anos tem sido um hábito cada vez mais comum hospedar pessoas que viajam com os pets. É cobrada pequena taxa de R$ 30 por período de hospedagem. “Nossos ilustres visitantes podem circular livremente por toda a propriedade, uma área de cerca de 20 mil m², desde que sob os cuidados de seu dono e que convivam harmoniosamente com nossa gata Edith e o coelho Thomas, além dos galos, galinhas, patos e patas”, pondera.

Na Pousada Capim Limão, em Itaipava, distrito de Petrópolis, há um chalé exclusivo para os turistas que desejarem levar o bichinho de estimação. O estabelecimento, no entanto, só aceita um animal por hóspede, que não pode ultrapassar os 5 kg. Também não é permitido que a bichano frequente as áreas do restaurante e da piscina. De acordo com o chefe de recepção Anderson Gonçalves, é cobrada uma taxa de R$ 100 para os visitantes acompanhados de seus pets. “O chalé tem uma área especial para receber cães e gatos, além de sauna. Também oferecemos tapete higiênico e cama para eles”, destaca Gonçalves.

Na Pedra da Laguna Pousada & Spa, em Búzios, são permitidos, no máximo, dois bichos de estimação por suíte e é cobrada taxa de R$ 150, mais 5% por dia, por animal. A supervisora de reservas e eventos Maria Lima de Souza esclarece que nas áreas comuns, com a presença dos demais hóspedes, não é permitida a circulação dos bichanos, assim como nas áreas das piscinas, restaurante, recepção e no spa. Ela ainda conta que são oferecidos brinquedos, camas e toalhas para os pets. “Hoje em dia é cada vez mais comum termos bichos de estimação, já que muitas famílias passaram a adotar os pets como se fossem seus filhos. E o que temos percebido é que muitos deles são bem educados”, enaltece.

Hóspedes inusitados

O proprietário do Parador Lumiar, em Nova Friburgo, Marcelo Fontes, lembra que já ficaram hospedados no estabelecimento cães, gatos e vários tipos de aves, além de alguns hamsters. Mas também se hospedaram animais para lá de inusitados. “Já tivemos até mesmo um furão”, recorda Marcelo Fontes.

Já a diretora Mônica Paixão, do Le Canton, conta que os hóspedes mais comuns são realmente os cães e gatos, mas o hotel já recebeu alguns animais incomuns. “Já tivemos periquitos, pintinhos e até galinhas em gaiolas”, relembra, entre risos.

Últimas de Rio De Janeiro