Volta Redonda anuncia 18% de reajuste na tarifa de água e enfrenta críticas

Governo municipal alega defasagem de dez anos no preço

Por O Dia

Rio - O diretor-executivo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR), no Sul do estado, Leonardo Vidal, anunciou em  coletiva nesta quinta-feira, o que chamou de "readequação de tarifa da água distribuída pela autarquia à população", em 18%.

A medida, segundo ele, foi aprovada pelo Conselho Deliberativo do órgçao. Os conselheiros foram favoráveis ao percentual anunciado, que, conforme Leonardo, representará um acréscimo nas contas de R$3,62 para mais da metade da população (55%), superior a 270 mil habitantes.

Essa foi a primeira media considerada mais austera,tomada pelo novo governo Samuca Silva (PV). Segundo a assessoria do prefeito, "apesar da redução de custos promovida nos quatro meses da atual gestão, a tarifa, há mais de dez anos defasada, precisava de ajuste".

Leonardo Vidal%2C durante coletiva%3A 'Tarifas necessitam de readequação há dez anos'%2C argumentouGabriel Borges / Saae – VR

Em nota, a assessoria informou que Leonardo Vidal ressaltou que durante o estudo feito para chegar ao novo valor, a maior preocupação estava relacionada ao aspecto social, "ao impacto que o reajuste teria para a maioria da população atendida pelo Saae".

Durante a coletiva, o diretor esclareceu a necessidade da alteração proposta, apresentou os números de anos anteriores e a projeção de 2017. 

“Esta ação nos possibilitará, de antemão, cobrir o déficit orçamentário. A partir do ajuste, o fluxo financeiro passa a ser positivo, o que nos permite a possibilidade da busca de financiamentos para melhorar o atendimento à população da nossa cidade”, garantiu Vidal.

Ainda na coletiva, Vidal adiantou que a autarquia está analisando contratos de performance executados por empresas de saneamento. Esse tipo de negociação tem como propósito, a diminuição de perdas de água e economia de energia, que hoje representa um alto índice de custo da autarquia. “Estamos estudando esse estilo de negociação, e verificando os benefícios que esse tipo de contrato pode trazer para Volta Redonda”,comentou Vidal.

Moradores, por sua vez, se disseram "pegos de surpresa" e protestam nas redes sociais contra o reajuste anunciado. "Estão de brincadeira né? A qualidade do serviço do Saae piorou muito nos últimos meses. Está péssima. Todo dia falta água em um bairro diferente, em pleno Centro da cidade. E ainda querem aumentar o preço? Vamos entrar na justiça coletivamente na nossa rua", adiantou José Roberto da Silva. "Legal. Vamos ser penalizados por um serviço cada vez mais horroroso", ironizou Tarcília Arcanjo, residente no Retiro.

Últimas de Rio De Janeiro