Por monica.lima
O debate “Primeiras leituras para todas as idades”%2C reúne Ziraldo%2C Eva Funari e Pedro Bandeira para conversar sobre o prazer da leitura infanto-juvenilDivulgação

Logo após a publicação de uma de suas crônicas de domingo no final do ano passado, Antônio Prata recebeu uma enxurrada de críticas e comentários de apoio. O texto “Guinada à direita”, em que o autor assumia o discurso conservador em tom de ironia, foi interpretado ao pé da letra pelos seus leitores. As reações tornaram-se exatamente o oposto do que o escritor esperava. Os impasses interpretativos do episódio foram o ponto de partida para a criação da mesa “Ironia Fundamental”, uma das principais atrações que da programação do “Salão de Ideias” da 23ª edição da Bienal do Livro de São Paulo. A maior feira literária brasileira abre hoje e permanece até o próximo domingo, dia 31, no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Como um dos destaques do evento, o estande “Salão de Ideias”, montado na Alameda L do pavilhão, recebe 34 mesas de debates e 121 convidados para discutir os mais diversos temas. Pela primeira vez, sua programação é toda produzida pela equipe do Sesc São Paulo. “Não estabelecemos a lógica de encontros com os autores. A partir das temáticas, selecionamos os nomes que iriam compor as mesas. Os assuntos são os elementos principais do nosso formato” explica Francis Manzonni, coordenador da programação cultural da Bienal do Livro.

Pensando em trazer à tona assuntos próximos do dia-a-dia, as mesas que compõem o “Salão de Ideias” têm como objetivo agradar públicos diversos. “Queremos discutir assuntos pertinentes, como as organizações da Copa do Mundo e das Olimpíadas, as manifestações de julho, a crise do Oriente Médio, mas também temas que fazem bem à alma, como a poesia contemporânea, a crítica literária e o lugar da crônica nos dias de hoje”, explica Francis Manzoni.

Entre os debates, a mesa “Ficção e memória na encruzilhada do tempo” trata da linha tênue que separa a ficção das histórias reais. Com a historiadora Mary Del Priori, o escritor carioca Alberto Mussa e o cineasta Cao Hamburger, a curadoria espera atingir não só público especializado, mas também outros curiosos.

Já a mesa “Tertúlia Latino América” foi idealizada com o objetivo de homenagear três grandes nomes da literatura latino-americana, os argentinos Júlio Cortázar e Jorge Luis Borges, e o colombiano Gabriel García Marquéz. Na discussão, Elsa Osório, José Eduardo Agualusa e Socorro Acioli falam sobre a produção e características dos escritores.

Com foco no público geral, o debate “Primeiras leituras para todas as idades”, reúne Ziraldo, Eva Funari e Pedro Bandeira para conversar sobre o prazer da leitura infanto-juvenil.

Já o painel “O roteiro nos quadrinhos” traz à tona as fronteiras rompidas entre quadrinhos e a literatura, com a atração internacional David Mairowitz e os brasileiros Marcelo Quintanilha, Gabriel Bá e Fábio Moon.

Em “Das páginas para a tela, a adaptação literária para roteiros de cinema e TV” reúne os escritores e roteiristas Marçal Aquino e Maria Adelaide Amaral, além do mestre da criação de minisséries George Moura, em que eles discutem as sempre polêmicas adaptações de linguagem.

O “Salão de ideias” tem três sessões diárias, às 16h, 18h e 20h. Com 163 lugares disponíveis ao público, as senhas serão distribuídas uma hora antes do início de cada mesa. A programação completa está disponível no www.bienaldolivrosp.com.br.

Os amantes de cinema latino-americano terão uma excelente oportunidade para assistir a obras consagradas, gratuitamente e a céu aberto. A mostra dá início ao Cine Daros, uma programação gratuita de cinema da Casa Daros.

Cinema latino-americano gratuito na Casa Daros

A exibição de hoje será da produção venezuelana “Pelo Malo”, que levou o Prêmio Especial do Festival de Havana de 2013. Dirigida por Mariana Rondón, a obra exibe a tensão gerada pela obsessão de um menino de nove anos em alisar seus cabelos e uma onda de pânico e homofobia gerada em sua mãe.

No sábado, será a vez de “7 caixas”, do diretor paraguaio Juan Carlos Maneglia. O suspense foi vencedor de três prêmios internacionais no ano passado.

A última exibição, no domingo, será de uma obra consagrada, o chileno “No”. A obra, dirigida por Pablo Larrain e protagonizada por Gael Garcia Bernal, conquistou o primeiro Oscar do país, em 2013. O longa narra a mobilização para o fim da ditadura militar no país, em março de 1990.

Os filmes serão projetados no pátio interno da instituição, às 19h30, com exceção de domingo, quando será às 18h30. Após a última exibição, haverá, ainda, um pocket show da banda Baleia, que tem se destacado na cena indie.

ONDE ASSISTIR

A Casa Daros fica na rua General Severiano, 159, em Botafogo, Rio de Janeiro. De sexta a sábado, às 19h30, domingo, às 18h30.

Filmes internacionais inéditos no Festival de Brasília

A 3ª edição do Brasília International Film Festival (III BIFF) terá início na próxima quinta-feira. O evento contará com a exibição de 35 filmes inéditos no Brasil, alguns exibidos recentemente em festivais como Cannes e Berlim. Além do circuito principal, haverá três mostras paralelas, debates e seminários.
O grande destaque desta edição do festival será a presença de Geraldine Chaplin, filha de Charles Chaplin com sua esposa Oona O'Neill. Na noite de abertura, será exibida a obra de estreia de seu pai no cinema, “Luzes da Ribalta”, no ano em que se completa seu centenário.

Na mostra competitiva, 12 produções concorrem ao prêmio de R$ 20 mil em cada categoria. Entre eles, está o polonês “A História de Papusza” , de Joanna Kos-Krauze e Krzysztof Krauze, que foi premiado em Londres, Rotterdam e Chicago.

Os filmes serão exibidos no Cine Brasília e nas salas do Cine Cultura Liberty Mall. Programação completa em biffestival.com.

NOTAS

O Terno lança segundo disco em São Paulo

Com um repertório que vai do brega ao soul, o trio paulistano O Terno lança, hoje, no Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, seu segundo disco, que leva o mesmo nome da banda. No álbum, o grupo explora ritmos que vão além do rock’n’roll, marcante em seu trabalho.

Festival alemão tem brasileiros em destaque

Dois coreógrafos brasileiros estão entre os destaques de um dos mais importantes festivais de dança contemporânea da Alemanha, o “Tanz im August”. São eles Eduardo Fukushima, com três solos consagrados, e Marcelo Evelin, que se apresenta novamente na cidade.

Disney investe na franquia de ‘Star Wars’

Após comprar a franquia “Star Wars” de George Lucas, em 2012, a Disney está promovendo sua primeira investida na marca. A empresa lançará, neste ano, um game para aparelhos móveis, uma série animada para TV e uma linha de brinquedos e roupas.

Você pode gostar