Belas Artes lança app que permite ao público avaliar filmes

Iniciativa foi firmada com apoio da Microsoft. Cinema conta com parcerias para viabilizar projetos especiais, como a exibição de curtas-metragens

Por O Dia

O Caixa Belas Artes, localizado no centro de São Paulo, apresenta ao público, nesta terça-feira, um novo aplicativo que reúne informações sobre os filmes em cartaz, acesso à bilheteria e permite aos cinéfilos manifestarem suas avaliações sobre as obras. As críticas podem ser compartilhadas ainda nas redes sociais. A iniciativa foi viabilizada por meio de parceria com a Microsoft e o programa foi desenvolvido pela Lino Sistemas.

“Queremos que o aplicativo, ao reunir os títulos da nossa programação diferenciada, sirva para criar referências de cinema, é isso que o diferencia do IMDB, por exemplo. A ideia é que daqui a três ou quatro meses, quem quiser ver um filme sem sair de casa, possa consultar o programa e achar algum título interessante”, disse o diretor do cinema, André Sturm. O aplicativo servirá como um banco de dados da programação do Belas Artes.

O programa poderá ser acessado em tablets disponibilizados no saguão do cinema e pode ser baixado ainda na Windows Phone Store para ser utilizado apenas para sistemas Windows. No ano que vem, o aplicativo estará disponível também para Android e iOS. O app permite ainda a compra antecipada dos bilhetes por meio do Ingresso.com.

Seis meses após ser inaugurado, o Caixa Belas Artes busca firmar parcerias para viabilizar projetos especiais. Antes da Microsoft, a união com a marca de whisky Johnnie Walker possibilitou a exibição de sessões mensais de curtas-metragens. “Manter o cinema tem um custo elevado, uma vez que o aluguel é desproporcional. Então as parcerias são um caminho para oferecer mais serviços”, afirmou Sturm.

Sem dar muitos detalhes, o diretor do cinema adiantou que está em negociação com outra empresa para promover, no final do primeiro semestre do ano que vem, um festival de cinema contemporâneo. “Todos saem ganhando com as parcerias. As empresas têm um custo bem menor em comparação a outras ações de marketing e nós podemos aumentar a receita e fazer coisas originais e criativas”, pontuou.

Últimas de _legado_Notícia