Por monica.lima
Na programação do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB)%2C no Rio de Janeiro%2C está a mostra“Kandinsky%3A Tudo começa num ponto”Divulgação

Para quem prefere fugir das serpentinas, sambas e marchinhas do Carnaval, é possível se programar para aproveitar atrações mais tranquilas no final de semana da folia. No Rio de Janeiro esta parece uma tarefa impossível, mas não é. Apesar de tímida, a agenda conta com maratonas cinematográficas, peças teatrais e grandes exposições em cartaz.

Na programação do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) da capital carioca está a mostra “Kandinsky: Tudo começa num ponto”, que reúne telas de um dos mais renomados mestres da pintura moderna, pioneiro e fundador da arte abstrata. São mais de uma centena de obras e objetos de Kandinsky, seus contemporâneos e suas influências, da coleção do Museu Estatal Russo de São Petersburgo e mais sete museus da Rússia e coleções procedentes da Alemanha, Áustria, Inglaterra e França.

Nos teatros do centro, o público pode conferir ainda o monólogo “Eu não dava praquilo”,
em que a vida da atriz e diretora paulista Myrian Muniz é contada no palco por Cassio Scapin. Também em cartaz está a peça-ensaio “Os que Ficam” da Companhia do Latão.

Já no Instituto Moreira Salles (IMS), o destaque fica por conta do cinema. No final de semana,
o IMS exibirá “O Segredo das Águas”, o novo longa-metragem da diretora japonesa Naomi Kawase, apresentado no Festival de Cannes em 2014. Nas palavras de Kawase, o filme conta “como dois jovens aprendem a aceitar os outros, a tomar consciência do mundo que nos rodeia e a guardar na memória a experiência de vida das gerações passadas”. Além do filme, a dica é conferir também no instituto “Geraldo de Barros e a fotografia”. Com mais de 300 obras, essa é a maior exposição do designer, pintor e fotógrafo brasileiro já realizada no Rio.

Na capital paulista, por sua vez, a programação é extensa. Com destaque para o Museu da Imagem e do Som (MIS), que apresenta na sexta-feira 13 uma maratona especial de filmes orientais de terror. As sessões, que acontecem a partir da meia-noite, exibem “Hausu”, “O Chamado” e “O Gato Preto”. O MIS ainda apresenta a exposição “Jessica Lange: fotógrafa”, que mostra a faceta pouco conhecida da atriz ganhadora do Oscar por seus papéis em “Tootsie” e “Céu Azul”.

Em São Paulo vale conferir ainda a mostra “Poty, de todos nós”, que reúne cerca de 100 obras da produção do gravador, ilustrador e muralista curitibano Poty Lazzarotto, na Caixa Cultural. Na agenda, há ainda a exposição retrospectiva e interativa do pintor mineiro Carlos Bracher em cartaz no CCBB paulistano. A mostra conta com a exibição de vídeos-documentários, além de 86 obras de suas principais fases. Mariana Pitasse ([email protected])

ONDE ASSISTIR

Museu da Imagem e do Som (MIS)
Avenida Europa, n ° 158, Jardim Europa, em São Paulo.

Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB)
Em São Paulo: Rua Álvares Penteado, n ° 112, Centro.
No Rio: Rua Primeiro de Março, n ° 66, Centro.
Em Brasília: Quadra 4, Lotes 3/4, Sbs, Asa Sul.

Instituto Moreira Salles (IMS)
No Rio: Rua Marquês de São Vicente, n ° 476, Gávea.
Em São Paulo: Rua Piauí, n ° 844, 1° Andar, Consolação.

Caixa Cultural
Praça da Sé, n ° 111, Centro, São Paulo.

Mostra ‘Easy Riders’ estende últimas exibições até o Carnaval

Em cartaz no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo e Brasília até segunda, dia 09, a mostra “Easy Riders, o Cinema da Nova Hollywood” estende exibições até o domingo de Carnaval no centro cultural do Rio.

Com curadoria assinada por Paulo Santos Lima e Francis Vogner dos Reis, a seleção reúne alguns dos filmes mais importantes na renovação do cinema americano, entre as décadas de 1960 e 1970, nos mais diferentes segmentos da indústria. Segundo os curadores, no período, jovens diretores impuseram sua marca e o seu estilo dentro de Hollywood, mexeram em temas tabus, criaram novas formas e dramaturgia e, assim, conseguiram um lugar de destaque no cinema moderno mundial.

O destaque das exibições fica por conta do filme que deu nome à mostra, “Easy Rider”, de Dennis Hopper, além de “Rolling Thunder”, de John Flynn, “Annie Hall”, de Woody Allen, e “Taxi Driver”, de Martin Scorsese.

Dois destaques na disputa ao Oscar chegam aos cinemas brasileiros

Os longametragens “O Jogo da Imitação” e “Dois Dias, Uma Noite”, dois concorrentes de peso ao Oscar 2015, chegam aos cinemas brasileiros nesse final de semana. O primeiro, dirigido pelo norueguês Morten Tyldum, tem oito indicações, sendo quatro nas categorias principais, que incluem melhor diretor, melhor ator, roteiro adaptado e filme.

O outro filme, dirigido pelos irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne, está na disputa pela estatueta de melhor atriz, com a atriz francesa Marion Cotillard, além de ter concorrido à Palma de Ouro do Festival de Cannes no ano passado.

“O Jogo da Imitação” conta a história do matemático britânico Alan Turing, um dos pais da computação moderna. A narrativa se foca na Segunda Guerra Mundial, quando o cientista descobriu a solução do Enigma, o código de criptografia nazista, que deu aos Aliados uma vantagem decisiva na disputa, mesmo que tenha sido confidencial até os anos 1980.

Já “Dois Dias, Uma Noite” mostra a emocionante luta da operária Sandra, interpretada por Cotillard, para reverter, em apenas um final de semana, uma votação na qual seus colegas optaram por um bônus salarial em troca de sua demissão. A partir de uma situação cruel, os diretores mostram diferentes atitudes humanas. Da rejeição à solidariedade, Sandra vê suas chances de redenção minguarem a cada hora que passa. Vale a pena conferir!

Hoje tem início a série ‘Toca Brasil’ do Itaú Cultural

Nesse final de semana, a série de shows “Toca Brasil” retorna ao Itaú Cultural. O projeto leva aos palcos do centro cultural apresentações de artistas nacionais de diferentes estilos. Dando início a essa temporada, hoje e amanhã, às 20h, o premiado Trio Corrente apresenta seu som original, mescla de jazz, choro e inspirações do samba.

No show, Fabio Torres, Paulo Paulelli e Edu Ribeiro, o Trio Corrente, tocam um repertório de clássicos da MPB e do chorinho, além de canções de seus álbuns mais recentes, “Volume 2” e “Song for Moura”, este último vencedor do 56th Annual Grammy Awards e do 15th Latin Grammy Grammy Award em 2014, ambos como Melhor Álbum de Jazz Latino.

Já no domingo, às 19h, Marcos Bowie lança “Bom Como Beber Água”, o seu primeiro álbum solo. Itaú Cultural fica na avenida Paulista, 149, na Bela Vista, em São Paulo.

NOTAS

‘Verão no pátio’ da Casa Daros, no Rio

Amanhã, a partir das 16h, a Casa Daros apresenta o festival “Verão no Pátio”. Entre as atrações estão os coletivos Filé de Peixe e Quermesse, e a banda Pietá. O evento é paralelo à mostra de Rubens Gerchman, que revisita a trajetória do fundador da EAV Parque Lage.

Produções brasileiras no Festival de Berlim

Três filmes brasileiros estão na mostra Panorama em Berlim. “Ausência”, de Chico Teixeira, “Sangue Azul”, de Lírio Ferreira, e “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert. Foi esse filme que garantiu a Regina Casé e Camila Márdila o prêmio de melhor atriz no Festival de Sundance.

O lado B do Carnaval pernambucano

Enquanto frevo e maracatu rolam soltos pelas ladeiras de Olinda no Carnaval, o festival Rec-Beat completa 20 anos divulgando a nova cena musical pernambucana. Entre os dias 14 e 17, o evento sacode o Cais da Alfângega, em Recife.

Você pode gostar