Projeto "Mais amor por favor" gera parceria e expande

Projeto "VJ Suave", união do designer Ygor Marotta com Ceci Soloaga, leva projeções de animações para as ruas e ganha o mundo

Por O Dia

Pelos tapumes e muros das grandes metrópoles, não é muito difícil se deparar com escritos “Mais amor por favor” estampados em cartazes lambe-lambe. O projeto, que começou em 2009, como um pedido despretensioso de reflexão do designer Ygor Marotta aos moradores de São Paulo, ganhou fãs na cidade e na internet, se transformando em uma corrente espontânea.

Projeção Mais amor por favor na praia de IpanemaProjeto mais amor por favor

Após se expandir, através de colagens coletivas pelo Rio, Brasília e Porto Alegre, a mensagem ganhou ares internacionais, desembarcando em cidades como Montevidéu, Berlim e Buenos Aires. “Eu vim do interior para São Paulo e quando cheguei senti uma falta de amor muito grande. Senti a necessidade de pedir mais respeito, querer bem, atenção, e escrevi à caneta uma pequena mensagem em um telefone público. Em pouco tempo ela apareceu na internet. Então, comecei a pichar em tapumes de obra. A partir daí, começou uma ação viral e tive a vontade de imprimir pôsteres. Em seguida, comecei a ser chamado para levar a mensagem a outros lugares”, explica. Em uma delas, quando foi à capital argentina, Ygor conheceu Ceci Soloaga. Da união, surgiu o projeto “VJ Suave”, para criar projetos de arte urbana independente. “Queríamos criar alguma coisa juntos. Como eu vinha da área de animação e ele desenhava muito, decidimos animar os desenhos e projetá-los em espaços abertos e livres, as ruas. Encontramos nesse mundo um lugar em que a gente consegue expressar o que sente”, acrescenta Ceci. Mariana Pitasse (mariana.pitasse@brasileconomico.com.br)

ONDE ASSISTIR

 “Folclore Digital” na Caixa Cultural Curitiba até 28 de junho. A dupla se apresenta no show da dinamarquesa Mø!, dia 30/05, no Sacadura 154, na Gamboa, Rio. Mais infos: www.vjsuave.com

Gustavo Speridião exibe colagens políticas no Rio

A partir da próxima segunda, a exposição “Lona” apresenta 18 pinturas inéditas, em grandes dimensões, feitas pelo artista Gustavo Speridião especialmente para o espaço expositivo da Anita Schwartz Galeria de Arte.

A série é um desenvolvimento do trabalho do artista, que tem como foco a pintura e a política, ao explorar o plano pictórico, utilizando tinta, carvão e colagens. As obras são fruto de colagem nas lonas com material gráfico coletado entre 2007 e 2014 em vários países, como Brasil, Bolívia, Portugal, Espanha, México, França, Grécia, Rússia e Turquia. “São cartazes de rua, políticos, de movimentos sociais, que ilustram o início da crise econômica mundial de 2008, e seus desdobramentos políticos”, explica o artista.

Na mostra, ainda será exibido em looping o vídeo “Movimento”, com imagens capturadas entre 2007 e 2014, em diversos países, sobre o movimento social internacional.

Gustavo Speridião, nascido em 1978, é um nome destacado em sua geração, e tem integrado diversas exposições no Brasil e no exterior, como "Parasophia 2015", com curadoria de Shinji Kohmoto, em Kyoto, Japão e "Imagine Brasil", com curadoria de Gunnar B. Kvaran, Thierry Raspail e Hans Ulrich Obrist, em Lyon, França.

ONDE ASSISTIR

“Lona” está até 4 de julho em cartaz na Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, na Gávea, no Rio.

Cinema suíço desembarca em São Paulo, em junho

Com filmes inéditos selecionados do 50º Festival Solothurn de Cinema, o 5º Panorama do Cinema Suíço Contemporâneo desembarca em São Paulo a partir do dia 17 de junho. Os 17 filmes em longa-metragem selecionados apresentam ao público uma coletânea da atual produção cinematográfica da Suíça, que contempla as várias regiões do país, com suas peculiaridades linguísticas e estética própria. Os filmes tratam de temas relevantes também para os brasileiros, reafirmando o papel do cinema como um interlocutor universal.

O festival será aberto com “Tapete Vermelho”, primeiro filme de ficção do diretor suíço Fred Baillif, no dia 17 de junho, às 20h30, no CineSesc, em sessão para convidados com a presença do diretor e da codiretora Kantarama Gahigiri. A história de um assistente social que se depara com a dura vida de um grupo de jovens da periferia de Lausanne com o sonho de fazer um filme para levar ao tapete vermelho de Cannes conseguiu arrecadar, por meio de crowdfunding, 120% do que foi orçado.

NOTAS

Elogiado ‘Horses Hotel’ em cartaz no Rio

A atriz e produtora Ana Kutner protagoniza o espetáculo musical “Horses Hotel”, dirigido por Clara Kutner e Alex Cassal. A peça é uma história de amor punk-rock, que ficará em cartaz na Caixa Cultural Rio de Janeiro até 7 de junho.

‘Visitas Teatralizadas’ no CCBB do Rio

Além das visitas mediadas pelas exposições, o CCBB do Rio também apresenta “Visitas Teatralizadas” pelo prédio, onde o público faz uma viagem no tempo, sendo conduzido por personagens fictícios. De quarta a segunda, sempre às 14h.

Esperado ‘Permanência’ chega aos cinemas

O longa pernambucano “Permanência”, vencedor do 19º Cine PE Festival do Audiovisual, chega aos cinemas a partir do dia 28. O filme é produzido por Cinemascópio, mesma produtora do premiado “O Som ao Redor”, e traz como protagonista Irandhir Santos.

Últimas de _legado_Notícia