Botafogo vive grave situação financeira

Dívida fiscal, tributária e trabalhista do alvinegro de General Severiano chega a R$ 700 milhões. Clube também luta para evitar rebaixamento para a Série B

Por O Dia

A constatação é dura. Mas resume a triste realidade encarada pelo tradicionalíssimo Botafogo. Se fosse uma empresa, o clube já teria fechado suas portas. O alvinegro de General Severiano vive a mais dramática situação entre os chamados grandes do futebol brasileiro. Sua dívida fiscal, tributária e trabalhista beira à casa dos R$ 700 milhões. O faturamento bruto em 2013, na casa dos R$ 154 milhões, foi mais de quatro vezes menor do que seu passivo. Prova do desequilíbrio financeiro, o orçamento do departamento de futebol, estimado em R$ 167,7 milhões, foi maior do que toda a arrecadação do clube no ano passado. E como é inevitável nesses casos, a crise ultrapassou os gabinetes e estourou dentro de campo. No domingo, após o empate contra o Sport Recife, em Volta Redonda, o técnico Vagner Mancini fazia um apelo desesperado para que o time não enfrentasse mais problemas extracampo até o término do Brasileiro, em dezembro. A oito rodadas do fim do torneio, o Botafogo luta para evitar seu segundo rebaixamento para a Série B em 12 anos.

Edilson, Emerson Sheik, Bolívar e Júlio César (da esq para a dir): afastados por reclamar dos salários atrasados no clube Márcio Mercante/Agência O Dia

Para completar, na quinta-feira passada foi eliminado da Copa do Brasil ao ser goleado pelo Santos por 5 x 0. Um dia antes, quatro jogadores afastados do elenco por reclamar publicamente do atraso de salários, entre eles o controverso Emerson Sheik, convocaram uma entrevista na qual fizeram duras críticas ao presidente Maurício Assumpção. A única boa notícia é a promessa da Prefeitura do Rio de reabrir o Engenhão até dezembro. Uma réstia de luz para aquela que outrora foi a mais brilhante estrela do futebol brasileiro.

Má fase não arrefece paixão palmeirense

Às voltas com a zona do rebaixamento em pleno ano de seu centenário, o Palmeiras prova que ao menos o amor de sua torcida segue inabalável. A aproximação da inauguração de seu novo estádio,
o Allianz Parque, fez com que desde julho o número de sócio-torcedores passasse de 38 mil para 47 mil. Em média, os sócios têm ocupado cerca de 1/3 dos lugares nas partidas em que o time atua como mandante.

Centauro lança seu Hall da Fama no Rio

Gigante do varejo esportivo, a Centauro apresenta uma exposição na qual exibe objetos e artigos utilizados por grandes nomes do esporte que protagonizaram ações de relacionamento com fãs e clientes da loja. A Hall da Fama Centauro conta em seu acervo com peças usadas pelo ex-goleiro Marcos, o ex-nadador Gustavo Borges, o lutador Wanderlei Silva e o astro da NBA, Kobe Bryant.

Número da semana

R$ 420 mil: Esse é o preço do kit de treino para MMA lançado semana passada pela grife de alto luxo Louis Vuitton. Desenhados pelo badalado estilista alemão Karl Lagerfeld, um saco de areia e um par de luvas de treino da marca custam cerca de US$ 175 mil (R$ 420 mil). Apenas 25 unidades do kit foram produzidas. Exclusivíssimo!

INVESTCARTOLA

Andres Sanchez, ex-presidente do Corinthians e deputado federal eleito pelo PT em São Paulo

Para muitos corintianos, Andres Sanchez foi o maior presidente da história do clube. Nem tanto pelos títulos que conquistou à frente do time do Parque São Jorge. Mas por ter conseguido, com a ajuda do amigo e ex-presidente Lula, realizar o maior sonho da Fiel Torcida: a construção da Arena Corinthians. O estádio era o maior desejo de onze entre dez torcedores do Timão. Mas nem a construção da Arena conseguiu fazer dele uma unanimidade. Seus desafetos o acusam de ter usado o clube em benefício próprio. Cacifado pela Arena, Andres se lançou na política. Com o apoio direto do padrinho Lula, se elegeu deputado federal pelo PT em São Paulo. Sua declaração de bens na Justiça Eleitoral revela que ele é dono de dois imóveis, tem participação societária em seis empresas, sendo três como sócio-majoritário, um plano de previdência privada e um empréstimo de R$ 200 mil dado ao irmão, Tadeu.

Últimas de _legado_Notícia