Insatisfação global

Torcidas do Santos, Palmeiras e Botafogo engrossam o grupo dos insatisfeitos com a TV Globo. Emissora privilegia partidas que geram mais audiência

Por O Dia

Santos e XV de Piracicaba, pelo PaulistãoDivulgação

Alvo constante de críticas dos defensores do governo Dilma Rousseff, a TV Globo também não é muito querida por algumas das maiores torcidas do país. Nesse grupo de insatisfeitos estão torcedores de Santos, Palmeiras, Fluminense e Botafogo, times que com frequência são preteridos na grade da emissora que detém os direitos de transmissão dos principais campeonatos do país. Porém, quem paga, e mais de R$ 1 bilhão só pelos direitos do Brasileirão, dita as regras do show. Isso incomoda algumas torcidas, principalmente aquelas que costumam gerar menos audiência nas transmissões de seus times.

Os santistas são os revoltados da vez. Pelas redes sociais, centenas de torcedores do clube da Vila Belmiro criticaram a Globo por ter exibido o filme “O Espetacular Homem Aranha” em vez do confronto decisivo do Santos com o XV de Piracicaba (foto) pelo Paulistão. A grita foi tamanha que o apresentador do Globo Esporte São Paulo, Tiago Leifert, foi ontem ao ar explicar que por contrato a emissora só pode exibir um jogo por rodada. Segundo Leifert, a opção foi pelo embate entre Corinthians e Ponte Preta, que seria no domingo, mas em função dos protestos antigoverno passou para o sábado. Aficionados de Bahia e Vitória também estão na bronca com a Globo. Na quarta-feira passada o canal dividiu a tela para mostrar os duelos simultâneos dos dois times da Boa Terra contra Sport e Ceará pela Copa do Nordeste. No domingo, a Globo preferiu exibir Vasco e Flamengo no lugar da classificação do tricolor baiano para a final da Lampions League.

Marcas embarcam no espírito olímpico

A menos de 500 dias para a Rio 2016, marcas médias aproveitam para associar sua imagem ao esporte. Uma delas é o Hipermercado Bergamini, supermercado da zona Norte de São Paulo. Ao lado de Adidas e Caixa, o centro varejista patrocina a etapa brasileira da Copa do Mundo de Ginástica Artística, que será realizada no início de maio, em São Paulo. O campeão Arthur Zanetti  será o destaque do país no evento.

Receita recorde para esportes na neve

A Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) apresenta hoje em São Paulo seu Business Plan para os Jogos de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul, em 2018. A CBDN irá investir R$ 21,3 milhões nas modalidades Aerials, Cross Country, Biathlon, Snowboard e Slopestyle. Além de formar atletas, o principal objetivo do plano é classificar dois atletas
do país no Aerials para 2018.

Número da semana

R$ 36,8 bi:
Esse é o valor estimado pela Rússia para a organização da Copa do Mundo de 2018. A crise econômica vivida pelo país obrigou o Comitê Organizador a cortar R$ 1,5 bilhão do orçamento. O dinheiro seria utilizado em construções e reforma de hotéis. Em termos comparativos, a Copa de 2014 no Brasil custou R$ 27 bilhões.

INVESTCRAQUE

Maya Gabeira, 
Surfistapentacampeã do Billabong XXL Awards

Senão fizesse nada na vida , Maya Gabeira já teria sua cota de reconhecimento garantida pelo sobrenome. Filha do jornalista e ex-guerrilheiro Fernando Gabeira, essa bela carioca não veio ao mundo para viver da fama do pai. Ela escolheu uma atividade nada convencional para buscar seu lugar ao sol, ou melhor, no outside, o habitat natural dos surfistas de ondas grandes como ela. Pentacampeã do Billabong XXL Awards, a principal premiação do surfe em ondulações gigantes, Maya assustou o mundo ao sofrer um grave acidente em Nazaré, em Portugal, em 2013. Nos investimentos ela é mais sossegada. Tem 60% do patrimônio investido em um imóvel próprio no Rio de Janeiro e os 40% restantes aplicados em renda fixa (CDB).

Últimas de _legado_Notícia