Rio de Janeiro

Policiais militares e Ministério Público Estadual prendem nove durante Operação Sentinela, em Miracema

A operação tinha como objetivo cumprir mandados de prisão e busca e apreensão

Atualizado às 12/09/2018 15:45:37

Rio - Policiais do 36º BPM (Santo Antônio de Pádua), e o Ministério Público Estadual realizaram na manhã desta quarta-feira, uma operação conjunta em Miracema, na Zona Noroeste do Rio. A Operação Sentinela teve como objetivo cumprir dois mandados de prisão preventiva e 59 de busca e apreensão.

Durante a operação, os policiais militares realizaram nove prisões - duas por mandados e sete em flagrante - e apreenderam seis armas (3 revólveres, uma pistola e duas espingardas), um fuzil de 'air soft', uma espingarda de pressão, munições, drogas, 29 telefones celulares, seis pen drives, duas balanças de precisão, dinheiro em cheque e em espécie, um notebook, um tablet e um veículo.

As ocorrências foram encaminhadas para a 137ª DP.

  • Rio de Janeiro -  22/09/2018
  • PM faz operação na Rocinha e no Vidigal e moradores relatam tiros e fogos
  • Policiais estão nas duas comunidade desde o fim da madrugada deste sábado
  • Rio de Janeiro -  21/09/2018
  • Polícia Militar recupera carga de eletrodomésticos em Manguinhos
  • Objetos foram recuperados após confronto entres policiais e criminosos na Rua Leopoldo Bulhões
  • Rio de Janeiro -  20/09/2018
  • Jacarezinho: Forças de segurança fazem operação contra o tráfico
  • Cerca de 420 militares das Forças Armadas e 90 PMs participaram da ação
  • Eleições - 23/09/2018
  • Anitta adere à campanha '#EleNão'
  • Cantora era pressionada por fãs e foi desafiada por Daniela Mercury: 'Não apoio Bolsonaro'
  • Esporte - 23/09/2018
  • Real Madrid desembolsa valor astronômico para reforma de Santiago Bernabéu
  • Durante Assembleia Geral dos Blancos, clube conseguiu aval para dar início à reforma que deve custar cerca de R$2,7 bilhões
  • Esporte - 23/09/2018
  • Serena Williams desabafa sobre polêmica de sexismo com juiz: 'Tentando me recuperar'
  • Atleta falou sobre o apoio que recebeu após acusar arbitragem de sexismo