Quais são os principais vícios e falhas ao volante

Dirigir com o celular na mão está entre as infrações mais cometidas no Rio, segundo levantamento feito pelo Detran

Por Lucas Cardoso

Vícios ao volante -

Rio - Em cidades com grande incidência de trânsito, como é o caso do Rio, os motoristas podem passar até duas horas e meia atrás do volante do seu automóvel. A informação faz parte de um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Com esse tempo elevado no carro, quem dirige está mais suscetível a cometer infrações. O número de registros desse tipo flagrados pelo Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro (Detran-RJ) reforça essa constatação.

Velocidade até 20% superior à máxima permitida, avanço de parada obrigatória, estacionamento em local não permitido e dirigir segurando aparelho de celular com uma das mãos são as multas mais comuns na capital. Segundo o Detran- RJ, essas infrações correspondem, juntas, a quase 1,5 milhão das anotações registradas de janeiro a setembro deste ano pelo órgão.

Para Viviane Chaves, gerente de marketing e estratégias do Instituto Mobih, a maioria dos motoristas superestima sua capacidade de direção, o que leva a falhas. "Por estar habilitado há muito tempo, ou por conhecer o trajeto, o condutor acredita que não está suscetível a sofrer um acidente. A maioria culpa a falta de tempo e a necessidade de estar sempre conectado", afirma a especialista.

Segundo a médica do tráfego Anna Carolina Pereira, o cérebro humano tem limitações que devem ser consideradas quando se está ao volante. "A capacidade visual, auditiva e cognitiva fica comprometida quando o motorista divide sua atenção com equipamentos do carro ou smartphone. A noção de velocidade também se perde nesses casos", explica a médica.

conscientização

Juliana Aquino, coordenadora de produtos da ProSimulador, empresa especializada em simuladores de trânsito, afirma que a solução para o enorme número de infrações de trânsito é a educação dos condutores. "Quanto maior for o número de campanhas de conscientização e cursos de capacitação, menor será a quantidade de habilitados sem o entendimento da sua parte nesse ecossistema que é o trânsito", garante.

USO DE CELULAR

Desde 2016, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) passou de média a gravíssima as infrações por uso de celular ao volante. Com isso, o condutor recebe sete pontos na carteira de habilitação e paga multa de R$ 293,47.

Galeria de Fotos

Vícios ao volante reprodução
Uso do celular ao volante é uma das principais causas de acidente e a quarta infração mais cometida pelos motoristas que dirigem no Rio reprodução
Vícios ao volante reprodução

Comentários

Últimas de Automania