Fechamento de fábrica da Ford deve por fim a 3 mil postos de trabalho

Marca vai deixar de produzir caminhões e carros de passeio na planta de São Bernardo do Campo, em São Paulo

Por Lucas Cardoso

Linha de produção de caminhões da Ford na planta de São Bernardo do Campo
Linha de produção de caminhões da Ford na planta de São Bernardo do Campo -

Rio - A Ford confirmou, nesta terça-feira, que irá encerrar a produção na fábrica da marca em São Bernardo do Campo, em São Paulo. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, ao todo, 3.000 colaboradores trabalham atualmente na planta, sendo mais de 2.000 no chão de fábrica

Em comunicado, a montadora afirmou que o fim da operação era esperado já que a marca irá deixar de atuar no segmento de caminhões na América do Sul. Na planta de São Bernardo, a Ford produz as linhas Cargo, F-4000, F-350 e Fiesta.

Ainda segundo a Ford, a decisão de deixar o mercado foi tomada após vários meses de busca por alternativas, que incluíram a possibilidade de parcerias e venda da operação. Contudo, "a manutenção do negócio teria exigido um volume expressivo de investimentos para atender às necessidades do mercado e aos crescentes custos com itens regulatórios", afirmou em nota. 

Através das redes sociais do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o presidente Wagner Santana se mostrou indignado com o anúncio feito pela Ford. Segundo ele, a empresa quer visar apenas no lucro e não nos trabalhadores envolvidos na planta de São Bernardo do Campo. "Não aceitamos esse anúncio e vamos fazer o necessário para reverter essa decisão", garante o líder.

Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, também se posicionou sobre o impacto do fechamento da linha de produção para os trabalhadores da região. "Sabemos que essa decisão terá um impacto significativo sobre os nossos funcionários de São Bernardo e, por isso, trabalharemos com todos os nossos parceiros nos próximos passos", disse. 

No ano passado, a Ford já havia antecipado seus planos para o futuro e eles incluam investimentos apenas em utilitários esportivos (SUV) e picapes. 

Comentários