Para manter o retrospecto

Seleção brasileira saiu vitoriosa em 15 das 19 estreias em Copa do Mundo. Além disso, venceu a primeira partida nas últimas oito edições

Por douglas.nunes

Rio - Único participante de todas as 20 edições da Copa do Mundo, o Brasil fará mais uma estreia e defenderá um excelente retrospecto. Em 20 partidas, a seleção brasileira venceu 15, empatou duas e perdeu outras duas.

Se essa superioridade já é animadora, o fato das duas únicas derrotas terem acontecido só em 1930 e 1934, 2 a 1 para a Iugoslávia e 3 a 1 para a Espanha, respectivamente, traz um alívio maior para o torcedor. Mesmo derrotada na estreia das copas, o resultado foi especial para um jogador em particular, o atacante Preguinho, que era jogador do Fluminense e foi o autor do primeiro gol do Brasil em mundiais, na partida contra a Iugoslávia.

Seleção brasileira pronta para a estreia em 1930Bob Thomas/FIFA

A seleção iniciou a copa sem vencer também em 1974, com um 0 a 0 com a Iugoslávia e em 1978, ao empatar por 1 a 1 com a Suécia. Os suecos, inclusive, são os adversários mais frequentes em estreias brasileiras. Além do empate em 1978, o Brasil enfrentou a equipe sueca em 1990 e 1994, com vitórias de 2 a 1 e 2 a 0, respectivamente. Adversário desta quinta-feira, a Croácia também foi o rival da primeira partida de 2006, quando a seleção brasileira venceu por 1 a 0.

Além do histórico positivo, o Brasil entrará em campo também para defender uma sequencia de oito estreias com vitórias. Além da vitória sobre a Croácia em 2006 e das duas sobre a Suécia, a equipe derrotou a União Soviética, por 2 a 1 em 1982,a Espanha, de 1 a 0 em 1986 e a Escócia, em 1998, a Turquia, em 2002 e a Coreia do Norte, em 2010. Todas as três por 2 a 1.
Esta será a terceira vez que a estreia do Brasil é também a partida de abertura da Copa do Mundo.

A primeira vez foi quando sediou a edição de 1950. A seleção venceu o México por 4 a 0. A segunda foi em 1998, na França, quando abriu a Copa por ser o atual campeão mundial.
Na história, Alemanha e México foram os países que mais estiveram presentes nos jogos de abertura da Copa, cinco vezes cada.

Os alemães jogaram contra a Suíça, empate de 1 a 1 em 1938. Venceram o Chile por 1 a 0, quando foi sede em 1974. Empataram com a Polônia de 0 a 0, em 1978. Venceram a Suécia por 1 a 0, em 1994 e a Costa Rica por 2 a 1, quando foi sediou o evento novamente, em 2006.
Já os mexicanos não tiveram tanta sorte em aberturas. Foram goleados nas três primeiras vezes. Em 1930 pela França, por 4 a 1. Para o Brasil por 4 a 0, em 1950 e por 3 a 0 para a Suécia, em 1958. O México melhorou seu desempenho nas duas vezes seguintes, mas ainda continuaram sem conseguir vencer. Empate em 0 a 0 com a União Soviética, quando foi sede em 1970 e novo empate em 2010, 1 a 1 contra a África do Sul.

Campeã de gastos

Segundo o jornal italiano Corriere della Sera, a itália gastará 300 euros por quarto. No total serão 806 mil euros para os 30 dias de competição.

Ponto de encontro alemão

Os torcedores alemães já têm um destino certo no Rio de janeiro durante a Copa: o quiosque TOR! O espaço, no final da Praia do Leme, onde já estão os Ursos de Berlim, foi escolhido pelo Consulado Geral da Alemanha como ponto de encontro para os jogos da competição.

Fifa é multada em 50 mil 

A Justiça de Cuiabá, no Mato Grosso, condenou a entidade por não ter enviado no prazo máximo de dez dias os boletos para pagamento dos ingressos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia