Aeronautas interropem paralisação e aguardam pela mediação da Justiça

Entre as reivindicações, as categorias pedem aumento de 8,5% nos salários e benefícios, melhores condições de trabalho e o um piso salarial para os agentes que fazem check-in

Por diana.dantas

Em assembleia nacional, os aeronautas - comandantes, comissários e copilotos - decidiram suspender a paralisação diária de uma hora, das 6h às 7h, iniciada na manhã de hoje (22). De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), a categoria vai esperar o resultado da negociação, mediada pela Justiça, para decidir o futuro do movimento.

De acordo com o SNA, está agendada para as 14h de amanhã (23) a primeira reunião de conciliação, no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília. Ainda não há informação sobre as assembleias realizadas pelos aeroviários – trabalhadores dos aeroportos.

A paralisação de aeronautas e aeroviários, no início da manhã de hoje (22), causou atraso e cancelamento nos voos domésticos. As categorias pedem aumento de 8,5% nos salários e benefícios, melhores condições de trabalho e o estabelecimento de piso salarial para os agentes que fazem check-in, entre outras reivindicações.

A proposta do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) inclui reajuste de 6,5% para os salários e de 8% para alguns benefícios.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia