Padilha recusa convite de Dilma para assumir coordenação política

Ideia da presidenta era dar mais espaço ao principal partido da base aliada, em meio à crise política e à necessidade de aprovação do ajuste fiscal no Congresso

Por douglas.nunes

Convidado pela presidenta Dilma Rousseff para assumir a coordenação política do governo, o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS), recusou o convite, segundo afirmou o líder da bancada peemedebista na Câmara dos Deputados, Leonardo Picciani (RJ).

O deputado do Rio de Janeiro, ao chegar à Câmara na manhã desta terça-feira, afirmou que a recusa de Padilha foi comunicada a líderes do partido numa reunião ontem à noite no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB).

A ideia de Dilma era substituir o atual ministro Pepe Vargas (PT-RS) na Secretaria de Relações Institucionais (SRI) por um político peemedebista. A mudança daria mais espaço ao principal partido da base aliada, em meio à crise política e à necessidade de aprovação ajuste fiscal no Congresso.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia