Morte de estudante mobiliza a UnB

Louise Ribeiro foi assassinada pelo ex-namorado dentro da faculdade

Por thiago.antunes

Brasília - Alunos, professores e servidores da Universidade de Brasília (UnB) realizaram nesta segunda-feira ato em memória da estudante Louise Maria da Silva Ribeiro, 20 anos, assassinada dentro da universidade na última quinta-feira.

O ex-namorado da jovem, Vinicius Neres, 19 anos, confessou o crime e disse ter dopado a vítima com clorofórmio. A morte da estudante reforçou o debate sobre violência doméstica contra a mulher dentro da UnB.
Segundo o reitor Ivan Camargo, a segurança e a iluminação da universidade serão reforçadas no período noturno para evitar novos crimes dentro da UnB.

“Vamos aumentar as rondas na universidade à noite. No entanto, precisamos levar para sociedade o debate sobre a violência contra a mulher. Um terço das mulheres agredidas são vítimas de ciúme”, disse o reitor.
A estudante também foi homenageada com a plantação de um ipê rosa, no jardim central do Instituto de Biologia, onde cursava o quarto semestre.

“Assassinato violento é histórico. É o fim de um ciclo de violência que pode ser prevenido. Se reconhecermos que nossa sociedade é patriarcal, machista, podemos prevenir esse tipo de crime. O feminicídio é um problema da sociedade como um todo”, disse Joana Chagas, gerente da ONU Mulheres.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia