Monica Moura, mulher do marqueteiro do PT, decide fazer delação

Moura, que também é sócia de João Santana, ainda não formalizou acordo

Por rafael.souza

Curitiba - A empresária Monica Moura, mulher e sócia do publicitário João Santana, marqueteiro das campanhas presidenciais de Lula (2006) e de Dilma (2010 e 2014) decidiu fazer delação premiada. O casal foi preso na operação Acarajé, 23ª fase da Lava Jato.

Monica Moura ainda não formalizou o acordo. Os termos da colaboração estão sendo definidos com os procuradores com a força-tarefa da Lava Jato. A mulher de João Santana cuidava da parte financeira da Polis Propaganda e Marketing, empresa que fez as campanhas da presidente Dilma Rousseff em 2010 e 2014. O casal está sob suspeita de recebimento de US$ 7,5 milhões da Odebrecht via offshore no exterior.

Monica Moura está presa em Curitiba Reprodução

LEIA TAMBÉM: Monica Moura diz ter conta não declarada ao Fisco no exterior

Mulher de Santana afirma que recebeu propina de ex-executivo da Odebrecht

Justiça bloqueia R$ 31,4 milhões nas contas de João Santana e sua mulher

PF pede prisão preventiva de João Santana e sua mulher

Monica trocou de advogado na semana passada. Ela contratou Juliano Campelo Prestes, que atua em Curitiba, base da Lava jato, onde ela está detida. O advogado fez a delação premiada do lobista Milton Pascowitch - pivô da prisão do ex-ministro José Dirceu na Lava Jato.

João Santana continuará sendo defendido pelo criminalista Fabio Tofic. A tese da defesa é que João Santana atuava apenas na parte de criação da agência.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia