Fogo para produção de óleo e gás na P-48

Petrobras apura causas de incêndio em plataforma. Não houve feridos

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Um incêndio atingiu ontem à tarde a Plataforma P-48, no Campo de Caratinga, na Bacia de Campos, Norte Fluminense. Segundo o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), o fogo começou por volta das 13h30 e, às 16h, já havia sido controlado. De acordo com o Sindipetro, não há registro de vítimas e a produção foi interrompida.

De acordo com a Petrobras, os procedimentos de resposta à emergência foram acionados imediatamente, garantindo a segurança dos trabalhadores. Conforme prática da companhia, uma comissão, da qual o Sindicato dos Petroleiros participa, fará a investigação do incidente.

O incêndio começou no Módulo 4, à direita na unidade, após um desligamento de emergência na energia da plataforma. Segundo o Sindipetro, a Unidade de Manutenção Cidade de Quissamã que estava ligada à P-48, foi desacoplada. A plataforma fica a 150km de Macaé e a 140km do Farol de São Tomé, em Campos.

Mesmo com as chamas controladas, a produção de óleo e gás da plataforma segue interrompida e sem previsão de retorno, informou a assessoria de imprensa da estatal. A companhia comunicou o ocorrido à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), à Marinha e ao Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia