PT e PCdoB ameaçam ir ao STF contra eleição de comissão do impeachment

Aliados do governo contestaram decisão do colegiado de escolher três vice-presidentes para a comissão, nesta quinta

Por rafael.souza

Brasília - O PT e o PCdoB anunciaram, na noite desta quina-feira, que poderão entrar com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão de líderes que definiram que a comissão especial que vai analisar a denúncia contra a presidente da República, Dilma Rousseff, terá três vice-presidentes.

Integrantes da comissão do impeachment na Câmara foram escolhidos em sessão nesta quintaZeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Segundo Jandira Feghali (PCdoB-RJ), a Lei do Impeachment (1.079/50) só prevê eleição do presidente e do relator. Ela alegou que as regras regimentais da Câmara dos Deputados também não prevêem os vices. Feghali sugeriu que a eleição se restrinja a esses postos.

O deputado Jutahy Júnior (PSDB-BA), que presidiu a reunião, disse que a eleição dos três vice-presidentes segue decisão dos líderes e o que aconteceu em 1992, quando a Câmara instalou a comissão de impeachment do então presidente Fernando Collor. "Esse assunto só poderá prosperar em outra instância, porque aqui é questão vencida", disse Jutahy.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia