Cardozo cita jurista 'Tomás Turbando' ao defender Dilma no Senado

A cacofonia aconteceu quando o advogado relatava diversos nomes de importantes advogados pró Dilma

Por lucas.cardoso

Brasília - O advogado da presidente afastada Dilma Rousseff e ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, caiu em uma pegadinha na Comissão Especial do Impeachment no Senado ao citar o jurista 'Tomás Turbando' nesta quinta-feira.

O Ex-Advogado-Geral da União%2CJosé Eduardo Cardozo defendeu Dilma no processo de impeachmentLula Marques/ Agência PT/Fotos Públicas

Na verdade, Cardozo se referia a Thomas da Rosa de Bustamante, professor de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A cacofonia aconteceu quando o advogado relatava diversos nomes de importantes juristas que deram pareceres a favor da presidente afastada - como Juarez Tavares, Celso Antônio Bandeira de Mello e Dalmo Dallari.

Bustamante defende que o processo de impeachment do presidente em exercício Michel Temer deve ser apensado com o do de Dilma. Ainda não se sabe quem plantou a brincadeira de mau gosto ao colocar o nome na lista lida pelo ex-ministro.

Veja o vídeo: 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia