Justiça manda soltar Cachoeira

A Operação Saqueador investigou um esquema de lavagem de dinheiro do grupo usando verbas públicas

Por felipe.martins , felipe.martins

Brasília - O desembargador Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), transformou nesta sexta-feira em prisão domiciliar a prisão preventiva do contraventor Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira. Ele foi preso anteontem na Operação Saqueador, da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

A decisão beneficia também outros quatro réus: o ex-dono da Delta, Fernando Cavendish, que está na Europa desde a semana passada, e os empresários Adir Assad, Marcelo Abbud e Cláudio Abreu, que assim como Cachoeira foram presos anteontem e estavam na PF do Rio de Janeiro. Todos terão que cumprir a prisão em casa e precisarão usar tornozeleiras eletrônicas. Eles ainda estão proibidos de viajar e devem entregar os passaportes à Justiça.

A Operação Saqueador investigou um esquema de lavagem de dinheiro do grupo usando verbas públicas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia