Senador favorável ao impeachment diz que não houve crime de responsabilidade

Em entrevista a 'TV Senado', Acir Marcos Gurgacz disse que votou pelo povo do estado de Rondônia

Por luis.araujo

Acir Gurgacz votou a favor do impeachment mas disse que não houve crime de responsabilidade Reprodução Internet

Brasília - Logo após a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o senador Acir Marcos Gurgacz (PDT-RO) falou com a reportagem da 'TV Senado' sobre os motivos de ter votado a favor do afastamento definitivo da petista. Em sua fala, o senador afirma que não houve crime de responsabilidade mas que mesmo assim fez a opção correta.

"Não foi fácil. É uma decisão difícil porque impacta no nosso país. Nós temos a convicção de que não há crime de responsabilidade fiscal...nesse processo mas falta governabilidade e a volta da presidenta nesse momento poderia causar um transtorno ainda maior para a economia brasileira."

O senador fala ainda que fez valer a vontade do povo de Rondônia, que cobrava dos senadores que votassem a favor do impeachment. "Nós entendemos. "Para o bem do Brasil, através da vontade popular, principalmente da população do Estado de Rondônia, que nos pedia para votar pelo impeachment".

Procurada, a assessoria do senador Acir Gurgacz não respondeu à demanda. 

Reportagem de Luis Araujo

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia