Jovens acusados de matarem colega por causa de apelido são presos pela polícia

Brincadeira acabou em discussão e três rapazes executaram amigo em casa, na frente do pai da vítima

Por caio.belandi

Belo Horizonte (MG) - A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu na última sexta-feira, três jovens acusados de matarem um amigo no dia 19 de maio desse ano. Cristian França da Silva, conhecido como “Guinê”, de 21 anos; Júnior Ribeiro Maciel, de 20, e Elvelton Breno Ferreira, de 19, são suspeitos de executarem Rafael da Silva Santos, de 15 anos, no bairro Ouro Minas, na capital mineira.

Tudo começou durante uma brincadeira. Cristian e Rafael inventavam apelidos entre eles na companhia de um terceiro amigo, quando o suspeito se irritou e iniciou uma discussão com este colega. Rafael tentou intervir para acabar com o bate-boca e levou um tapa na cara de Cristian. A vítima saiu do local e o conflito parecia terminado.

Acusados têm entre 19 e 21 anos e têm passagens pela políciaDivulgação/Polícia Civil de Minas Gerais

Mas segundo o delegado do caso, Emerson Morais, de posse de um revólver calibri 38, Cristian chamou Júnior e Elvelton para invadirem a casa de Rafael. Sem conseguir arrombar o portão, o trio rendeu um vizinho e entrou na residência da vítima.

Dentro de casa, o pai de Rafael ficou na frente do filho, na tentativa de evitar a tragédia. Mas o adolescente saiu de trás do pai e acabou executado com cinco tiros. Para a investigação, os primeiros disparos foram realizados por Cristian, mas um dos outros suspeitos, ainda não identificado pela polícia, também teria atirado contra a vítima.

Cristian e Júnior possuem antecedentes por tráfico de drogas, enquanto Elvelton já foi detido por porte ilegal de arma de fogo. Já a vítima não tinha nenhum histórico de ato criminoso.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia