Lula será interrogado por substituta de Moro no dia 14

Juíza Gabriela Hardt, substituta de Moro no tribunal de primeira instância encarregado das investigações, interrogou esta semana o empresário Marcelo Odebrecht

Por AFP

Juíza Gabriela Hardt, substituta de Moro no tribunal de primeira instância -

São Paulo - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba por corrupção e lavagem de dinheiro, será interrogado no dia 14 de novembro pela juíza que substitui Sérgio Moro sobre outro caso relacionado com a Operação Lava Jato.

O interrogatório será presencial e conduzido pela juíza Gabriela Hardt, que agora conduz a operação no lugar de Moro, futuro ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro.

Lula responderá pelas supostas propinas pagas pelas empreiteiras OAS e Odebrecht em forma de reformas de um sítio em Atibaia em troca de contratos com a Petrobras.

A defesa de Lula mantém a alegação de que a propriedade não pertence ao ex-presidente e que a denúncia é parte de uma perseguição política.

A juíza Hardt, substituta de Moro no tribunal de primeira instância encarregado das investigações, interrogou esta semana o empresário Marcelo Odebrecht.

Lula, de 73 anos, ainda responde por outros quatro processos e se declara inocente em todos, denunciando sempre uma perseguição política.

Últimas de Brasil