Mais Lidas

Temporal causa mortes e estragos em Belo Horizonte

Segundo a Defesa Civil estadual, foi o dia em que mais choveu na capital mineira desde o início do ano

Por Agência Brasil

Chuvas em Belo Horizonte
Chuvas em Belo Horizonte -

Minas Gerais - O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais encontrou, na manhã desta sexta-feira, o corpo de um homem que pode ter se afogado ao tentar atravessar o córrego que corta uma ocupação de sem-teto na região da Mata do Izidoro, no bairro Jaqueline, região Norte de Belo Horizonte, após o forte temporal que atingiu a capital na noite desta quinta-feira. Segundo a Defesa Civil estadual, quinta-feira foi o dia em que mais choveu na capital mineira desde o início do ano.

A identidade da vítima não foi confirmada e a Polícia Civil ainda vai apurar se a morte foi causada pelas chuvas. Segundo a Defesa Civil estadual, ontem foi o dia em que mais choveu na capital mineira desde o início do ano.

Segundo testemunhas, o homem cujo corpo foi encontrado em um córrego da rua Aroeira, na ocupação Vitória, aparentava estar embriagado e pode ter sido arrastado pelas águas ao tentar atravessar a enxurrada.

Os Bombeiros também encontraram, no início da tarde desta sexta-feira, o corpo da adolescente de 16 anos que foi sugada para dentro de um bueiro. Anna Luísa Fernandes de Paiva Maria foi localizada às margens do Córrego Vilarinho, na capital mineira.

Uma mulher de cerca de 40 anos e sua filha morreram afogadas ontem dentro do próprio carro, que foi levado pela enxurrada junto com outros veículos em uma rua do distrito de Venda Nova.

A Defesa Civil estadual informou que os danos causados pela chuva ainda estão sendo contabilizados. Mais de 50 pedidos de ajuda foram atendidos durante o temporal, incluindo casas destelhadas e queda de muros. As avenidas Vilarinho e Álvaro Camargo, na região de Venda Nova, tiveram os pontos mais atingidos, mas o maior volume de chuva (103,6mm) foi registrado no bairro da Pampulha.

O volume de água acumulado levou a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (Cbtu) a interditar a operação em parte da linha azul do metrô, que desde a noite de ontem funciona parcialmente. A Estação Vilarinho, de integração entre ônibus e metrô, amanheceu fechada, sem previsão de retomada das operações.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia