Onyx será investigado por Caixa 2 da JBS

s

Por

A Procuradoria-Geral da República (PGR) vai investigar as acusações de recebimento de recursos de Caixa 2 feitas por delatores da JBS ao futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), e a outros dez parlamentares. A autorização foi dada ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin.

O procedimento - petição autônoma - pode dar origem a um inquérito, caso se encontrem indícios após investigações iniciais.

Pesam sobre Lorenzoni o relato e planilhas dando conta de pagamentos de R$ 100 mil em 2012 e R$ 200 mil em 2014. O deputado federal já admitiu ter recebido R$ 100 mil e pediu desculpas, mas nega o recebimento de outros recursos.

"Verificou-se situações em que o recebimento de dinheiro de forma dissimulada ocorreu no curso do mandato parlamentar por agentes políticos que ainda são detentores de foro no STF", escreveu a procuradora-geral Raquel Dodge.

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, comentou a situação de seu colega de transição. "Eu assisti de perto um grande esforço para aprovar as dez medidas (contra a corrupção). (...) Mostrou comprometimento pessoal naquela oportunidade com a causa anticorrupção. Então ele tem a minha confiança pessoal em relação a esse trabalho", declarou.

 

Comentários

Últimas de Brasil