Mulher grávida de oito meses é morta pelo ex-marido

Gilvane Paula Agostinho, de 38 anos, foi esfaqueada pelo suspeito, que segundo a polícia, não aceitava o fim do relacionamento

Por O Dia

Grávida de oito meses, Gilvane Paula Agostinho, de 38 anos, é assassinada por ex-marido que não aceitou fim do relacionamento
Grávida de oito meses, Gilvane Paula Agostinho, de 38 anos, é assassinada por ex-marido que não aceitou fim do relacionamento -

Rio - Em mais um caso de feminicídio, uma mulher grávida de oito meses foi assassinada nesta quinta-feira (10) pelo ex-marido em Esmeralda, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Gilvane Paula Agostinho, de 38 anos, foi esfaqueada pelo suspeito, que segundo a polícia, não aceitava o fim do relacionamento. O bebê não sobreviveu.

A vítima conseguiu sair de casa e pedir ajuda à vizinha, que também foi agredida pelo homem. Ele fugiu de carro, mas sofreu um acidente e foi socorrido em estado grave ao mesmo pronto-socorro em que a ex-mulher e o bebê morreram. A informação foi divulgada pelo jornal 'Bom dia, Brasil', da TV Globo.

Em casos de violência contra a mulher, o Conselho Nacional de Justiça orienta o contato com a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, inclusive por terceiros, como vizinhos ou testemunhas, pelo número de telefone 180. O Ligue 180 é um serviço de utilidade pública gratuito e confidencial (preserva o anonimato), oferecido pela Secretaria Nacional de Políticas do Ministério dos Direitos Humanos, desde 2005.  

Últimas de Brasil