Justiça de MG determina bloqueio de R$ 5 bilhões em contas da Vale

A decisão atende a um pedido do governo do estado para "imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências" do desastre

Por O Dia

Moradores de Brumadinho (MG) observam a destruição que atingiu a comunidade da Vila da Feterco -

Minas Gerais - A Justiça de Minas Gerais determinou o bloqueio de R$ 5 bilhões em contas da Vale após o rompimento da barragem da mineradora em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. A decisão foi tomada na noite da última sexta-feira e atende a um pedido do governo do estado para "imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências" do desastre segundo liminar do juiz Renan Chaves Carreira Machado.

O valor bloqueado deve ser transferido para uma conta judicial. Entre outras medidas, a mineradora também fica obrigada a apresentar um relatório sobre as medidas já tomadas de ajuda às vítimas em até 48 horas.

O magistrado ainda determina na sentença que a mineradora cumpra protocolo para desastres, a fim de estancar os vazamentos da barragem em até 5 dias, dê início à remoção do volume de lama lançado pelo rompimento e realize mapeamento para elaborar um plano de recomposição da área afetada. Será necessário, ainda, adotar medidas para evitar a contaminação de nascentes e realizar o controle imediato de proliferação de pragas e vetores de doenças.

O acidente foi no início da tarde desta sexta. Até o início da madrugada deste sábado, havia 9 mortes confirmadas pelos bombeiros, até 300 desaparecidos e 189 pessoas resgatadas.

Comentários