Dodge diz que 'certamente há um culpado' por tragédia em Brumadinho

Procuradora-geral da República cobrou firmeza do Ministério Público e de 'órgãos de Estado do poder executivo' para identificar responsável por rompimento de barragem em Minas Gerais

Por O Dia

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, mandou arquivar inquérito aberto por Toffoli
Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, mandou arquivar inquérito aberto por Toffoli -

Minas - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se reuniu neste sábado com o presidente Jair Bolsonaro, o governador Romeu Zema, o presidente da Vale Fabio Schvartsman, ministros e representantes do Governo, no Aeroporto de Confins, em Minas Gerais.

Após a reunião, em conversa com jornalistas, Dodge afirmou que "certamente há um culpado, ou mais de um" pelo rompimento da barragem em Brumadinho, e cobrou firmeza do Ministério Público e de órgãos de Estado do poder executivo para identificá-lo. "É preciso que os governos também cobrem das empresas", afirmou ela, pedindo também uma "solução extra-judicial" do caso. 

A procuradora-geral colocou em xeque os atuais protocolos científicos sobre o controle dos riscos de barragens, e afirmou que a revisão deles é uma das primeiras medidas que já está sendo tomada. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários