Bolsonaro deixa Planalto sem conversar com Bebianno

Presidente chegou ao Palácio do Planalto cerca de 15 minutos após o ministro da Secretaria-Geral deixar o local

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Gustavo Bebianno confidenciou a amigos próximos que, se o presidente Jair Bolsonaro quiser que ele saia, terá de demiti-lo
Gustavo Bebianno confidenciou a amigos próximos que, se o presidente Jair Bolsonaro quiser que ele saia, terá de demiti-lo -

Brasília - Depois de passar cerca de três horas no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro deixou o local e retornou ao Palácio da Alvorada, sem ter conversado com o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno. Bolsonaro foi no início da tarde, de surpresa, para o Planalto, já que a ida dele não estava prevista na agenda oficial. Como está em fase de recuperação, a expectativa inicial era de que o presidente só voltasse a despachar no Planalto na próxima semana.

Quando Bolsonaro chegou ao Palácio, o ministro Bebianno tinha deixado o prédio cerca de 15 minutos antes. Bebianno não tem agenda oficial nesta sexta-feira. Seu único compromisso no Planalto foi a reunião com os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Secretaria de Governo, Alberto Santos Cruz.

Comentários