Justiça condena professor a 20 anos de prisão acusado de abusar de alunas

Réu foi preso em flagrante em outubro do ano passado. Vítimas tinham entre 8 e 9 anos de idade

Por O Dia

Tribunal de Justiça do Amazonas, em Manaus
Tribunal de Justiça do Amazonas, em Manaus -

Manaus - Um professor da rede municipal de ensino de Manaus foi condenado nesta segunda-feira a 20 anos de prisão em regime fechado. Ele é acusado de praticar atos libidinosos com três alunas, sendo uma de oito e duas de nove anos. As informações são do Tribunal de Justiça do Amazonas.

A sentença condenatória foi assinada e lançada no processo quatro meses e 18 dias após a prisão em flagrante do professor, ocorrida em 1º de outubro do ano passado.

De acordo com o inquérito policial da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEAPCA), o réu foi preso em flagrante após abusar sexualmente de algumas de suas alunas da 3ª série do ensino fundamental. Além da condenação de 20 anos de reclusão em regime fechado, o professor terá de pagar uma indenização para cada vítima.

Ele vinha respondendo ao processo na condição de réu preso e exercerá o direito de recorrer da sentença na mesma condição.

O processo tramita sob segredo de Justiça na 2ª Vara Especializada em Crimes contra Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes da Comarca de Manaus.

Comentários