Projeto para militares na Câmara gera conforto para análise da reforma, diz Maia

Presidente da Câmara afirmou que principais partidos pedem para que a reforma da Previdência dos militares seja analisada de forma conjunta

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, espera que as principais comissões da Casa devem ser instaladas na próxima semana
Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, espera que as principais comissões da Casa devem ser instaladas na próxima semana -

Brasília - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comentou nesta sexta-feira sobre a necessidade de o projeto de lei que irá tratar da reforma da Previdência dos militares ser enviado para a Câmara para que a PEC da Nova Previdência seja avaliada pelos deputados "com mais conforto". "Um pedido dos principais partidos que é que os dois tramitem de forma conjunta", disse.

Em relação às alterações que estão sendo pedidas por parlamentares e até ministros para a proposta do Benefício de Prestação Continuada (BPC), Maia afirmou que "tudo o que gera dificuldade na comunicação é melhor não ser tratado".

Para ele, este ponto que trata sobre benefícios assistenciais a idosos de baixa renda é "razoável", mas que não está sendo esse o entendimento da sociedade e dos partidos. "Essa falta de compreensão está gerando uma oportunidade daqueles que vão ser de fato atingidos pela reforma de usar o BPC como pano principal para dizer que a reforma prejudica a população mais pobre, o que não é verdade", disse.

"Temos que ter cuidado para não incluir algo que é nulo do ponto fiscal e, do ponto de vista político, pode ser mortal para a reforma", concluiu.

Nesta sexta-feira, Maia disse que acredita que 12 das 25 comissões permanentes da Casa devem ser instaladas na semana que vem. A partir de segunda-feira, os partidos começam a indicar os presidentes de seus respectivos colegiados, segundo Maia. "Espero que na quarta-feira a gente consiga instalar pelo menos a Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) e as principais comissões da Casa", disse.

A instalação da CCJ é importante para a tramitação da PEC da reforma da Previdência.

Comentários