Pai espanca e mata bebê em Minas Gerais

Recém-nascido teve quatro costelas quebradas e traumatismo craniano

Por O Dia

Criança foi socorrida e morreu no Hospital Santa Casa de Andradas
Criança foi socorrida e morreu no Hospital Santa Casa de Andradas -

Minas Gerais - A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, nesta quarta-feira, os pais de um bebê de três meses que foi espancado até a morte, em Andradas, no Sul de Minas Gerais. Segundo o jornal Estado de Minas, Alexandre Montanholi, de 23 anos, e Ana Carolina Lourenço Cândido, de 19 anos, foram presos em flagrante.

O recém-nascido ficou com quatro costelas quebradas e teve traumatismo craniano. Em depoimento, a mãe da criança relatou Alexandre teria agredido o filho das 19h até às 22h. Quando ela colocou o bebê para dormir, percebeu que a respiração estava fraca e acionou o Samu. A mãe ainda contou que as agressões aconteceram porque a criança estava chorando. No entanto, o pai nega.

Ainda segundo o jornal, os pais demonstraram frieza durante o depoimento. "A mãe relatou, bastante serena, que o pai arremessou a criança no berço, e que, inclusive, o móvel estalou. Ela disse que não queria que ele fizesse, mas não fez nada pra ele parar”, disse o delegado Fabiano Mazzarotto Gonçalves, que cuida do caso.

O casal foi preso e encaminhado para o Presídio de Andradas. Eles vão responder por homicídio qualificado e podem cumprir pena de reclusão de 12 a 30 anos.

Comentários