Cachorro de plástico acorrentado motivou denúncia de maus-tratos à Polícia Militar de Meio Ambiente de São Lourenço, em Minas Gerais - Divulgação
Cachorro de plástico acorrentado motivou denúncia de maus-tratos à Polícia Militar de Meio Ambiente de São Lourenço, em Minas GeraisDivulgação
Por O Dia
Rio - A Polícia Militar de Meio Ambiente de São Lourenço, em Minas Gerais, atendeu a uma ocorrência inusitada em um sítio em Baependi, no interior do estado. Os agentes foram atender a uma denúncia de maus-tratos a um cachorro no local, mas quando chegaram, verificaram que a vítima era, na verdade, um animal de plástico. O caso aconteceu na última quarta-feira.
A denúncia anônima dava conta de que os donos da casa mantinham um rottweiler acorrentado e exposto ao sol o dia inteiro sem água ou comida. Quando a PM chegou, constatou o que foi descrito na denúncia, mas ao se aproximar da varanda onde estava o suposto animal, constatou que tratava-se de um enfeite. 
Publicidade
Casal de idosos disse à polícia que deixa enfeite na varanda para intimidar assaltantes - Divulgação
Os donos da casa explicaram à Polícia Militar que usavam o boneco para inibir a ação de bandidos.
Publicidade
Os agentes não sabem se a pessoa que fez a denúncia se confundiu ou agiu com má-fé.