Sergio Moro - MAURO PIMENTEL / AFP
Sergio MoroMAURO PIMENTEL / AFP
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Brasília - O presidente da República, Jair Bolsonaro, não quis falar em nenhum nome para o Supremo Tribunal Federal (STF) depois de ter sinalizado a intenção de indicar um evangélico para uma vaga "Em novembro do ano que vem, eu te digo em primeira mão", disse Bolsonaro quando questionado sobre o assunto. "Eu sempre falei durante a pré-campanha e a campanha minha que eu queria alguém no Supremo do perfil do (Sergio) Moro, mas nada além disso", declarou, quando questionado se o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que é católico, estaria fora da disputa.

Gênero

Ao comentar a polêmica na Câmara em torno da palavra "gênero" na medida provisória que promove um pente-fino em benefícios do INSS, o presidente declarou que vai determinar que fichas preenchidas em aeroportos tragam no formulário as palavras "pai e mãe", e não "genitor 1 e genitor 2".