Motorista de aplicativo é condenado a 14 anos de prisão por estupro e roubo no Ceará

Patrick Carneiro do Nascimento responde a quatro ações penais no TJCE, sendo três delas por estupro

Por O Dia

Ceará - Um ex-motorista de aplicativo foi condenado a 14 anos e 4 meses de reclusão, acusado de estupro e roubo no Ceará. De acordo com informações do G1, a prisão de Patrick Carneiro do Nascimento aconteceu em agosto de 2018 e ele ficará inicialmente em regime fechado pela suspeita de ter cometido crime sexual contra diversas mulheres de Fortaleza. 
Ainda de acordo com o portal, o preso responde por mais quatro ações penais no Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), sendo três delas por estupro. Patrick usava o aplicativo com um nome falso para atrair as vítimas e cometer os crimes. Além de abusar das mulheres, ele roubava os pertences delas. 
A empresa para a qual o acusado prestava serviços esclareceu que colaborou com as autoridades e baniu o motorista da plataforma. Apesar de as vítimas negarem, a empresa também afirmou que prestou auxílio às mulheres que sofreram abusos de Patrick.

Comentários