'Depende do garoto', diz Bolsonaro sobre Eduardo como embaixador nos EUA

Em transmissão ao vivo feita no Facebook, presidente comentou provável indicação de seu filho ao cargo

Por O Dia

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, em visita a Washington
Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, em visita a Washington -
Rio - Em sua tradicional transmissão ao vivo realizada no Facebook às quintas-feiras, Jair Bolsonaro comentou a possível nomeação de seu filho, Eduardo, como embaixador nos Estados Unidos: "Depende do garoto", afirmou o presidente.
"Tá um papo aí que o Eduardo Bolsonaro pode ser indicado pra ser embaixados nos Estados Unidos, é isso mesmo?", perguntou o presidente a Ernesto Araújo, também presente na transmissão. "Excelente nome, presidente", respondeu o ministro, gerando uma risada por parte de Bolsonaro.
Em seguida, o presidente elencou as qualidades de seu filho para o cargo: "O meu filho Eduardo, ele fala inglês, fala espanhol, há muito tempo roda o muito todo, goza da amizade dos filhos do presidente Donald Trump – o qual eu torço pra ele ser reeleito ano que vem, assim como torço pro Macri ser eleito na Argentina. Tô na torcida, né? Tá certo?".
"Existe a possibilidade e depende do garoto", afirmou Bolsonaro. "Só que ele tem que, se não me engano, renunciar ao mandato dele, caso aceite um convite – e passe pelo Senado, obviamente", acrescentou.
Reforma da Previdência
Bolsonaro também comentou a aprovação do texto-base da reforma da Previdência, em primeiro turno, na Câmara dos Deputados. Ao ser elogiado pela sua condução na articulação da reforma, pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, o presidente afirmou que, tanto ele, quanto Rodrigo Maia, trabalharam da mesma forma. 
"Não é questão até de paternidade, né, tá todo mundo no mesmo barco, tem que dar certo, não vai eu me dar bem, o Rodrigo não, o Alcolumbre sim, não sei quem... Tá todo mundo no mesmo barco, esse país é o nosso", afirmou.

Comentários