Tropa de elite da Polícia Militar do Pará causou polêmica durante evento comemorativo - Reprodução de vídeo
Tropa de elite da Polícia Militar do Pará causou polêmica durante evento comemorativoReprodução de vídeo
Por Istoé

Pará - A tropa de elite da Polícia Militar do Pará, a Rotam, causou polêmica durante evento comemorativo pelos 13 anos do Batalhão de Polícia Tática (Bpot) na última quarta-feira (31). Durante uma marcha em frente ao governador do estado, Helder Barbalho (MDB), eles cantaram em coro: “Arranca a cabeça e deixa pendurada. É a Rotam patrulhando a noite inteira. Pena de morte à moda brasileira”.  As informações são do G1.

O Pará é um dos estados com maior índice de morte por policiais. Em 2018, foram registrados 612 mortes, uma alta de quase 40% em relação a 2017.

Assista ao vídeo aqui

Em nota, a Polícia Militar do Pará informou que a canção entoada não se trata de um cântico oficial e que atua de acordo com os princípios do Estado Democrático de Direito, com o objetivo maior de salvaguardar e garantir o respeito à vida, a segurança da sociedade e a liberdade.

Você pode gostar
Comentários