Mulher agrediu e roubou tatuador - Divulgação/Polícia Civil
Mulher agrediu e roubou tatuadorDivulgação/Polícia Civil
Por Istoé

São Paulo - Duas mulheres foram indiciadas pela Polícia Civil acusadas de roubar e agredir um tatuador após uma delas notar que era filmada fazendo sexo com a vítima em Praia Grande, litoral de São Paulo. Segundo os policiais, a mulher pagava as sessões de tatuagem com relações sexuais. As informações são do G1.

Segundo a vítima, além das agressões, elas roubaram um telefone celular, cartão de memória, duas máquinas de tatuagem, além de um notebook e um tênis. Em depoimento à polícia, o tatuador disse que os encontros aconteceram durante três meses.

O advogado das mulheres, Rosival Santos Cruz, disse ao G1 que sua cliente ficou irritada ao ver duas câmeras de vídeo conectadas a um computador e decidiu levar os aparelhos e destruí-los. No entanto, ele negou que elas tenham utilizado faca e disse que elas não levaram tênis, nem equipamentos de tatuagem, conforme relato da vítima.

O tatuador disse aos policiais que as câmeras utilizadas eram para “própria segurança”. Ele negou que tinha intenção de divulgar as imagens.

Você pode gostar
Comentários