Bolsonaro diz que sua situação partidária depende do TSE

"Como é obrigatório ter um partido, eu não sei como é que vai ficar para as eleições municipais com a minha participação ou não", disse

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Bolsonaro elogiou seu primeiro ano de governo
Bolsonaro elogiou seu primeiro ano de governo -
Brasília - Na conversa com jornalistas, na saída do Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro falou neste domingo, 15, sobre sua situação partidária e as eleições municipais de 2020. "Depende da modulação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Se não for possível, como eu pretendo, a gente não vai ter partido. Eu vou continuar sem partido. Como é obrigatório ter um partido, eu não sei como é que vai ficar para as eleições municipais com a minha participação ou não", disse.

A respeito das perspectivas eleitorais no Rio de Janeiro, afirmou: "O Rio de Janeiro vem sofrendo muito. Eu espero que acerte a questão eleitoral no Rio de Janeiro."

Bolsonaro declarou ainda gostar do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos). "Não vou dizer quem eu vou apoiar. Estou livre, estou aquele cara solteiro. Quer que eu case com alguém agora? Não vou casar. Gosto do Crivella. A população que vai decidir quem vai ser o futuro prefeito lá", destacou.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários