Paulo Soares Martins estava no governo desde 2016, quando atuou junto do ex- ministro da Cultura, Marcelo Calero - Janine Moraes / MinC
Paulo Soares Martins estava no governo desde 2016, quando atuou junto do ex- ministro da Cultura, Marcelo CaleroJanine Moraes / MinC
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Brasília - O secretario-adjunto da Cultura no governo federal, Paulo Soares Martins, foi exonerado nesta quarta-feira, informou a Secretaria Especial de Cultura.

Ele ocupava interinamente o comando da Cultura desde sexta-feira, quando o dramaturgo Roberto Alvim foi demitido por parafrasear o nazista Joseph Goebbels.

A demissão foi anunciada por Martins a seus colegas na Cultura nesta quarta. Ele havia sido comunicado pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que deixaria o cargo.

A atriz Regina Duarte foi convidada após a queda de Alvim para assumir o comando da cultura. Ela almoçou com o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta, em Brasília. Nas redes, Bolsonaro disse que o "noivado" com a atriz continua.

Martins entrou na governo federal em 2016, quando atuou junto do ex- ministro da Cultura, Marcelo Calero. A Secretaria Especial da Cultura não informa quem irá substituí-lo.