Paciente que morreu por coronavírus não estava em lista do Ministério da Saúde

Na mesma rede de hospital de São Paulo, mais quatro mortes suspeitas de infecção por coronavírus são investigadas

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Movimentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP)
Movimentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) -
São Paulo - A primeira morte pelo novo coronavírus no Brasil foi de uma pessoa que estava fora da contagem oficial de infectados, que é informada diariamente pelo Ministério da Saúde. O governo de São Paulo, que assim como os demais Estados repassa a Brasília os dados locais, não tinha confirmado a contaminação do paciente até as 10h30 desta terça-feira.

O óbito ocorreu na segunda-feira. A Secretaria Estadual da Saúde, agora, afirma estudar formas de ampliar os centros de diagnóstico para mapear melhor o crescimento do surto de coronavírus no Brasil.

A vítima, um paulistano que não havia viajado para o exterior, ficou seis dias internado em uma hospital de uma rede particular de São Paulo. O resultado do teste só foi recebido após o óbito. Essa rede teve mais quatro mortes em que há suspeita de infecção pelo novo coronavírus.

Comentários