Contra coronavírus, prefeituras tiram bancos de praças para evitar aglomerações

Em Marilândia, no Espírito Santo, principal foco da ação foi evitar que idosos fiquem na rua

Por O Dia

Funcionários da prefeitura de Marilândia retiram bancos
Funcionários da prefeitura de Marilândia retiram bancos -
Na luta contra a pandemia do novo coronavírus, cada cidade tem feito o que considera necessário para evitar aglomerações. Em Marilândia, no Espírito Santo, e Santa Maria, no Rio Grande do Sul, as prefeituras resolveram "atacar" os bancos de praças e áreas públicas.
Em Marilândia, foram retirados cerca de 50 bancos de concreto na avenida central, na última segunda-feira. O argumento da prefeitura é evitar que os idosos, que costumam frequentar o local por horas, fiquem em casa. Onde não é possível retirar os assentos, as praças foram interditadas. 
Já em Santa Maria, também para evitar aglomerações, cerca de 40 bancos de madeira e ferro foram retiradas na última sexta-feira das duas principais áreas do centro. Um carro de som também foi usado para pedir que as pessoas não saiam de casa.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários