Covid-19: mais de 16 mil brasileiros já foram repatriados

Novos grupos chegaram da França, da Bolívia e do Oriente Médio

Por Agência Brasil , Agência Brasil

Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus (covid-19) no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão
Passageiros e funcionários circulam vestindo máscaras contra o novo coronavírus (covid-19) no Aeroporto Internacional Tom Jobim- Rio Galeão -
O número de brasileiros que estavam retidos no exterior e conseguiram retornar ao Brasil já passa de 16 mil, segundo a atualização feita nesta quarta-feira (22) pelo ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto. De acordo com o ministro, os últimos grupos de repatriados vieram dos Emirados Árabes Unidos, da França e da Bolívia.

"Ontem (21), foram repatriados 120 brasileiros dos Emirados Árabes e 14 da França, além de sete ônibus provenientes da Bolívia. Hoje chegarão mais 10 ônibus com brasileiros repatriados da Bolívia, totalizando, no momento, mais de 16 mil brasileiros repatriados. Ninguém ficará para trás", disse durante coletiva de imprensa, no Palácio do Planalto, para atualizar as ações do governo federal no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Nas últimas semanas, dezenas de países determinaram o fechamento de fronteira com fortes restrições à aviação comercial, fazendo com que milhares de brasileiros ficassem retidos no exterior. A repatriação tem sido feita a partir de uma articulação envolvendo o Ministério das Relações Exteriores e companhias aéreas, incluindo o fretamento de voos em alguns casos.

Os brasileiros que estão retidos no exterior e precisam de auxílio para retornar ao país devem preencher o formulário de assistência consular, disponível no site do Ministério das Relações Exteriores. A inscrição é necessária para que o governo organize os procedimentos de repatriação.

Manaus
Braga Netto também confirmou a convocação de mais 83 profissionais de saúde que serão enviados a Manaus, que vive um colapso no sistema público da saúde por causa da pandemia de covid-19. Segundo o balanço oficial, foram registrados 207 óbitos no Amazonas com mais de 2,4 mil pessoas infectadas. Os leitos hospitalares na cidade estão sobrecarregados.

Auxílio emergencial
Em relação ao auxílio emergencial de R$ 600, o ministro-chefe da Casa Civil informou o pagamento a mais de 7,2 milhões de pessoas nesta quarta-feira (22). Ainda segundo ele, até o final da semana, mais 16,1 milhões de pessoas inscritas no programa teriam o cadastro analisado.

Comentários